quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Procuro Uma Igreja


Procuro uma igreja que não seja um conglomerado de empresas falidas e ineficientes, fruto de líderes fajutos, travestidos de empresários de sucesso, que vivem nababescamente sob as expensas das viúvas, dos órfãos e de famílias de trabalhadores;
 
Procuro uma igreja que seja do Corpo de Cristo, e não do apóstolo, do bispo, do missionário, do pastor, da monarquia, da convenção;
 
Procuro uma igreja onde os líderes disputam com o povo quem cuida mais de quem;
 
Procuro uma igreja com líderes que se cuidam sem descuidar das ovelhas;
 
Procuro uma igreja onde seus líderes não se moldam a cultura do matrimônio descartável, sendo instrumentos de repreensão àqueles pastores que não se envergonham do mau exemplo, ao divorciarem-se, ilegitimamente, de suas respectivas esposas;
 
Procuro uma igreja que viva o radicalismo dos mandamentos cristãos com a sensibilidade do amor fraternal e a misericórdia da graça divina;
 
Procuro uma igreja onde a família tradicional seja valorizada, sem desvalorizar os que vivem o infortúnio de relacionamentos fracassados;
 
Procuro uma igreja onde os líderes sejam exemplo daquilo que a Bíblia define como “coluna e firmeza da verdade”;
 
Procuro uma igreja que me edifique com ensino da Palavra de Deus, e não que me ofereça entretenimento;
 
Procuro uma igreja onde o objetivo seja inserir outros no projeto de salvação em Cristo, e não, ganhar dinheiro;
 
Procuro uma igreja que sabe para onde está indo e não confunde o caminho de Deus com o atalho do diabo;
 
Procuro uma igreja de gente imperfeita que não usa sua imperfeição como desculpa para cometer erros deliberados;
 
Procuro uma igreja que tratam os pecadores como aqueles que precisam de remédio e não de extrema unção;
 
Procuro uma igreja onde as pessoas se despojam do que tem a mais, para ajudar quem tem de menos;
 
Procuro uma igreja que não negocia a bênção de Deus, nem exige votos que envergonha o pobre que não pode pagar;
 
Procuro uma igreja que conheça os princípios cristãos e os defenda diante do relativismo moral da pós-modernidade;
 
Procuro uma igreja que faça a diferença na rua, no bairro, na cidade onde ela está;
 
Procuro uma igreja que seja fraca no individualismo e forte na unidade;
 
Procuro uma igreja que quando se reúne realiza um culto, não um show de mágicas, histeria ou celebridades;
 
Procuro uma igreja onde haja zelo pelos dons espirituais, sem fazer confusão com loucuras e excentricidades humanas;
 
Procuro uma igreja que ainda ouça a voz do Espírito Santo, não a mais, com o fanatismo (fogo!!!), nem a menos, com o naturalismo (gelo);
 
Procuro uma igreja que, consciente da sua incapacidade de ser, recorre Àquele que é, para se tornar a igreja que se busca.
 
Bela sem ser narcisista, inclusiva sem ser permissiva, socialista sem ser comunista, rica sem ser avarenta, fraca sem ser covarde, sábia sem ser arrogante, justa sem ser impiedosa, ortodoxa sem ser formalista, firme sem ser inflexível, enfim, sendo Reino de Deus pelo que vive, e não pela placa indicativa colocada  na frente do templo.
 
Utopia? Não sei. Sonho, talvez. Na verdade, esperança.
 
Viver a vida em uma “comum unidade” com cristãos. Eu ainda acredito. Você acredita?

4 comentários:

Edmilson Santana disse...

EU TAMBÉM PROCURO...

Eliel Barbosa disse...

Obrigado por sua participação, meu caro Edmilson.

Fique com Deus.

Ronaldo José de Sales Pereira disse...

Paz, meu amado!
Se conhecer o Ministério Restauração, na cidade de Laje, verás que ñ está atras de utopia, essa realidade existe aqui na terra.

Eliel Barbosa disse...

Amém, meu caro Ronaldo. Que Deus os conserve assim.

Obrigado por sua participação.

Fique com Deus.