sábado, 26 de janeiro de 2013

Já Passou da Hora da Assembleia de Deus Acabar Com a Empresa.

A expansão das Assembleias de Deus trouxe um problema que precisa ser sanado o quanto antes. Um número enorme de congregações que ficam vinculadas a uma igreja principal para todo o sempre, amém. Se a preocupação fosse com a qualidade na administração dessas congregações e a preocupação com os possíveis desvios doutrinários, poder-se-ia argumentar ser necessário este vínculo. No entanto, não se justifica de forma alguma o vínculo para todo o sempre.
 
As congregações recém-inauguradas podem, e devem, ser acompanhadas por um tempo. Depois, devem ser liberados para viverem suas próprias vidas, com seus respectivos pastores, seus respectivos corpos diretivos e seus membros.
 
O problema real que se vê nos meandros destes vínculos intermináveis é a dependência que a igreja principal tem dos recursos financeiros destas congregações. Por esta razão, as igrejas locais são administradas sem o domínio sobre os recursos advindos de sua própria existência. Isto só tem causado problemas e mais problemas, além de inverter o sentido correto das coisas.
 
Profeta Malaquias registrou: “tragam os dízimos para a “casa do tesouro”, para que não falte mantimentos na minha “casa”” (Ml. 3:10). Vamos clarear. Tragam os dízimos para o “tesouro da casa”, a fim de não faltar mantimento na “casa do tesouro”. Malaquias está falando de um mesmo “lugar” (localização geográfica). Se você continuar lendo o texto citado, verá a consequência da manutenção e respeito pela determinação divina através do profeta. Tem-se o círculo virtuoso na administração das coisas de Deus.
 
O que é que se colhe com o modelo que está aí? O círculo vicioso da administração humana: "Nunca se tem, e por mais que tenha, terá sempre em falta”.
 
Vamos aproveitar o momento e mudar. Já passou da hora.

Nenhum comentário: