quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Não Espere Um Novo Ano Melhor... Faça Um Ano Novo Melhor.

A mudança de um ano para outro é apenas troca de calendário.

A vida segue como sempre, com suas dificuldades, suas discriminações, suas injustiças e suas classes sociais que diferem uns dos outros estando todos no mesmo balaio.

Diz que a democracia é o sistema que oferece oportunidades para todos. Verdade. O problema é quem chegou primeiro na superfície e absorve todas as condições, inclusive excedentes, que permitiria que outros chegassem também. Em sua insensibilidade não permitem o outro, ou "não estão nem aí" para quem passa pela vida experimentando apenas a parte ruim da existência.

No imaginário geral, o ano se vai... vai nada! Está aí, aqui, onde sempre esteve.

O dia 01 de janeiro de 2017 será igualzinho ao outro que ficou marcado no calendário como 2016, sendo seguido pelas outras datas do mesmo jeitinho. E a gente segue dentro, acreditando que tudo mudou ou mudará como no calendário. Ilusão.

Nada muda, se a gente não muda. Observem. É fácil entender a retórica, difícil é mudar.

A gente está vivo! Olha, chegamos em 2017 e estamos vivos! Vejam quantos não chegaram, quantos ficaram para trás. Soltem os fogos! Acendam as luzes da fantasia! A vidinha vai continuar...

Continuar do mesmo jeitinho, apesar das promessas e das profetadas que diz estar você abençoado e que 2017 será um ano de vitórias! Mas, não foi isso que disseram quando o calendário apontou o final de 2015? E como você viveu 2016? Vitórias apenas na mente e no coração enquanto a vida lhe morde o calcanhar e lhe fura os pés?

Porque nos vendem ilusão? Porque é mais fácil dizer que você será abençoado por Deus do que meter a mão na cumbuca com você. É mais fácil e cômodo desejar que Deus lhe dê um "feliz 2017" do que enxergar os sofrimentos que você enfrentou em 2016 e ir contigo lutar para interromper, pelo menos, parte de suas dores (Salve, salve as exceções).

Desde a Roma antiga que pão e circo é a melhor forma de governar. Distribui as migalhas e oferece circo para a maioria se contentar e "ser feliz" com o pouco que desfruta. E ano se vai... Vai nada! Janeiro é hoje... Luz, água, supermercado, escola, IPVA, IPTU, IRPF, aluguel, gasolina, telefones, roupas, remédio, médico... E o dinheiro? Onde está o dinheiro? O "gato" comeu e ninguém viu. E em fevereiro? Ah! Em fevereiro tem carnaval, tem carnaval, tem um fusca e um violão... No Brasil de sempre, para a maioria, o fusca está com motor fundido e o violão sem cordas.

Não dá. Viver assim perdeu a graça. Por isso, tento despertar. A mudança de um ano para outro é apenas troca de calendário. Rasguem o calendário!

Invés de esperar por um novo ano que não existe, rompamos com a mesmice que nos acomoda e mãos a obra para mudar. Olhe a sua volta... Jogue as tralhas e as traças no lixo, ouse se indignar e agir para melhorar sua vida e a vida do outro.

Onde está o outro?

Está logo aí... do seu lado... na frente... passou por trás... está sentado no banco da frente, do lado, de trás na igreja. Está aí na festa... sorriso largo nos lábios e dores no coração. E você também não percebe porque seu próprio sorriso é fruto da imaginação. Você também é o outro!

Cristo nos ensinou que quando estendo a mão para melhorar a vida do outro, melhoro a minha ("Quando fizeste a um desses pequeninos, à mim me fizeste" - Mt. 25:35). Isto, sim, não é ilusão. É necessidade na realidade.

E então? O ano novo é aqui e agora! Vamos mudar?

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Brasil, País de Arrogantes, Corruptos e Imorais.

Toda regra tem sua exceção.

Acreditamos durante muito tempo que os corruptos e imorais eram minoria na população brasileira. E em décadas passadas, estávamos certos. Mas, hoje, basta uma olhada para o lado, ou para dentro de nós mesmos, para percebermos como mudamos. Os arrogantes, corruptos e imorais eram minoria, hoje... Tire suas próprias conclusões.

A vantagem indevida, por menor que seja, é apenas a confirmação do espírito corrupto que nos domina; o desrespeito a posição divergente e a imposição a força de nosso próprio conceito é a confirmação de nossa arrogância; o status de cultura concedida ao hedonismo e tudo que lhe diz respeito (nudez, prostituição, adultério, mentiras, traições, etc.) é a prova de que estamos no fundo do poço da dignidade humana no país.

O Brasil se transformou num país de arrogantes, corruptos e imorais.

Sempre tivemos estes sentimentos maus, porém, antes, estávamos empenhados em dominá-los e submetê-los ao que é certo, justo e bom. Tínhamos um freio interno forte (temor a Deus) que nos impedia de corromper e sermos corrompidos, de sermos donos da verdade e de nos entregarmos a imoralidade.

De repente abrimos espaço para o "império da arrogância" e seus imperadores midiáticos. Os tais "especialistas". Estes assumiram o status de paladinos da verdade e da correção. O problema é que a verdade e a correção defendidas e propagandeadas eram seus próprios conceitos de verdade e correção. Não precisavam nem mesmo que houvesse o amparo no tecido social. Eles tinham certeza, por uma espécie de revelação das divindades (Karl Marx, Friedrich Nietzsche dentre outros), que suas crenças eram o caminho para condução da sociedade brasileira medieval à tão sonhada era do desenvolvimento econômico, da dignidade social e da preservação e respeito aos direitos humanos. Arrogantes!

Gente frustrada, desestruturada em seu ambiente familiar, narcisistas e esquizofrênicos. Não sabendo lidar com suas próprias incompreensões resolveram desenvolver teses fantasiosas que justificassem seus fracassos e minimizassem suas dores de consciência. Mesmo sem terem comprovação, e de costas para o que acontece em outras sociedades no mundo, resolveram utilizar o Brasil como cobaia para seus experimentos.

Com o espaço midiático aberto, se achando como fiéis propagadores das verdades formatadas por anos de estudos catedráticos onde apenas liam, e liam, e replicavam as ideias incomprováveis de outrem, encarnaram um Dom Quixote à brasileira e se lançaram na missão salvadora de transformar nosso país. A arrogância dessa gente apenas contribuiu para retirar o freio moral dos brasileiros.

Agora a colheita. Um país de arrogantes, corruptos e imorais.

Vender e comprar CD's piratas, pagamento por fora, furar fila, ultrapassar pela direita, ocupar espaço público, utilizar carteira de meia passagem que não lhe pertence, fraudar o INSS para manter a pensão, fraudar o FGTS, o recolhimento de impostos, burlar a Receita Federal, utilizar som em alto volume, comprar produto roubado, enfim, o "jeitinho brasileiro" que nada mais é senão CORRUPÇÃO.

Já que não há freio para a corrupção, porque haveria para a moralidade. Mulheres são oferecidas e se oferecem para uma transa sem compromisso, irresponsável e inconsequente (prostituição 0800), e, diferentemente da época de Salomão, a discussão nas mídias hoje não é "a quem pertence o bebê que sobreviveu?" Pra nossa tristeza a discussão é "me deixem matar o bebê que vive há três semanas!" (Aborto).

A sanha dos arrogantes continua produzindo insensatez. Agora a imoralidade é manifesta numa pseudo cultura que tem o corpo feminino como base de sua essência. Músicas vulgarizam o ser e sua racionalidade, reduzindo a beleza da vida humana a sexo animal. Quando a vida humana se reduz a tão pouco, ela perde o valor, então, a violência assume a hegemonia se impondo pelo estupro, pela violência generalizada contra a mulher.

Mesmo sendo uma minoria que rebaixa a vida humana no Brasil, a força dos arrogantes impera sobre a fraqueza de quem a dignifica, e mesmo sendo maioria, ficamos imobilizados, com medo. Não é por isso que um, numa fila enorme, consegue burlar o direito dos demais que ficam calados e nada fazem? Não é por isso que um casamento fracassado se impõe no inconsciente das pessoas como regra sobre "todos" os casamentos existentes? Não é por isso que juízes do Supremo Tribunal Federal dizem que não se pode maltratar um cavalo ou boi numa vaquejada, mas, pode matar uma pessoa de três semanas?

Nossa esperança seria um país de cristãos (O Brasil já não é um país de cristãos católicos e evangélicos?). Seria.

A arrogância é uma arma maligna eficaz.

Achamos que sabemos e que somos detentores da verdade inexorável, e, a despeito do que orienta a Palavra de Deus, gritamos pra galera: "A igreja é de Cristo!" mas, quem manda? A Palavra ou o líder de plantão? Já que todos devem considerar o outro superior a si mesmos, logo, todos são iguais, assim, "daqui não saio, daqui ninguém me tira", porque não há ninguém melhor do que eu, e mesmo que a barca esteja naufragando por minha culpa, não saio! "Morreremos por amor a Cristo!" (Lá ele!)

A arrogância dos cristãos os afastam de Cristo e os aproximam das mesmas mazelas seculares crescentes no país. Divórcios, adultérios, corrupção, conchavos, partidarismos, brigas judiciais pelo poder, nepotismo, falências, desordens e insubordinações generalizadas.

Quem, porventura, poderá nos socorrer? Vamos orar, dirão os cristãos sinceros. Não basta, digo eu. A ideia é "se humilhar, se arrepender de seus maus caminhos, e Eu os ouvirei dos céus", diz o Soberano. Então, apenas orar não basta.

Ou, "todos", tomamos vergonha na cara, ou não tem jeito. É esperar o inferno e se contentar com o calor.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Aborto é Assunto de Homem. Também.

"Quando uma mulher engravidar sozinha, concordarei que o aborto seja "discutido" apenas pelas mulheres."


Para aqueles homens irresponsáveis que se interessam apenas em se relacionar sexualmente com a mulher e se desinteressam por ela quando são informados da gravidez, está perfeito. Que a mulher assuma a situação, viva suas angústias, tome essa terrível decisão sozinha e conviva com suas culpas. Enquanto isso, o folgado e irresponsável come, bebe, vai a balada e continua engravidando outras, como se já não bastasse o drama, que sua atitude leviana e inconsequente, jogou sobre a anterior.

O pior de tudo é que algumas mulheres desavisadas, outras manipuladas por movimentos feministas patrocinados, e outras fragilizadas emocionalmente e economicamente, concordam com a "opinião" dos especialistas de plantão: "este é um assunto que só deve ser discutido por mulheres". E assim seguem com suas dores, seus pecados e suas culpas.

Que Deus delas tenha misericórdia, e à eles lhes deem a merecida punição que seus atos clamam.

Aborto é assunto de homem! Também.

Recomendo a leitura de um artigo, publicado aqui, onde trato sobre aborto: "Meu Corpo, Minhas Regras?" Então, Porque Não se Matam?

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

O PSC Nos Envergonha

Os jornais tratam das alterações protagonizadas pelos deputados federais no projeto de lei conhecido como "As Dez Medidas Contra Corrupção". Realizaram uma completa destruição do texto original encaminhado ao parlamento com apoio popular, alterando-o em pró dos desonestos.

No parlamento há um partido que utiliza o termo "cristão" em sua identificação, e tem como logomarca a imagem de um peixe (um dos símbolos do cristianismo). Trata-se do PSC - Partido Social Cristão. Espera-se que todos concordemos com o endurecimento das leis contra a corrupção neste país, especialmente, nós, os cristãos, tão ávidos por defender a moral e os bons costumes.

Eis que, na calada da madrugada, o Partido Social Cristão se alia a vários outros partidos, inclusive o corrupto PT, para mitigar as medidas contra a corrupção que, se não resolve o problema, aumenta o controle e as penas a serem aplicadas a quem comete desvios éticos e penais (Destaque-se: o deputado Erivelton Santana (PEN/BA), da Assembleia de Deus, também apoiou esta vergonha).

Nas alterações praticadas contra as medidas, o PSC, enquanto partido, endossou todas elas, envergonhando-nos como cristãos. O comportamento desse agrupamento político, que tem pastores em seus quadros, inclusive na presidência (Pastor Everaldo Dias Pereira - Assembleia de Deus), e aqui na Bahia é liderado pelo irmão Eliel Santana (filho do saudoso Pr. Rodrigo Silva Santana (in memorian)), deveria ser de protagonismo no endosso de tudo que coopere para impedir a corrupção e impor comportamento austero de nossos representantes.

Deveriam, invés de apoiar esta agressão a sociedade brasileira, apoiá-la, porque luta contra a imoralidade ética (nesse caso); invés de apenas apoiá-la, deveriam ir além. Por exemplo. O Senador Magno Malta lançou um proposta de redução do teto dos salários do funcionalismo público para R$ 15.000,00 (...). Como um Partido Cristão, deveriam se colocar ao lado do referido senador e dar corpo a proposta moralizadora, haja vista o disparate em relação ao salário mínimo de R$ 880,00 (...) pago aos trabalhadores "comuns" no Brasil. Aliás, porque não incluir a eliminação dos privilégios para as classes nababescas dos servidores públicos como políticos, magistrados, executivos, dentre outros (carros, motoristas, verba para combustível, passagens aéreas, jantares, viagens para turismo internacional disfarçadas de representação institucional, etc.)?

Como insisto aqui. Nossos políticos se identificam como cristãos apenas no discurso. Na prática, são tão iguais aos mais iníquos dos representantes do povo, que os torna condenáveis por serem mais injustos que os políticos indecentes e corruptos. Conhecem o padrão bíblico e tem o dever, pelo menos moral, de praticá-lo.

Eis as Palavras de Cristo:

"Pois eu lhes digo que se a justiça de vocês não for muito superior à dos fariseus e mestres da lei, de modo nenhum entrarão no Reino dos céus" (Mateus 5:20).

Das duas uma: Ou o PSC retira de si o viés cristão, ou passa a adotar comportamentos dignos de quem tem compromisso com Deus e sua Palavra. Tempo para o arrependimento ainda há.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Verdade Que Incomoda

O texto transcrito do "blog do Josias de Souza", reflete bem o que tenho insistentemente alertado aqui. Os líderes evangélicos perderam o bom senso no momento de escolher os candidatos indicados para representar nosso segmento, politicamente, no cenário nacional. Leiam e tirem suas conclusões. Se possível, deixe seu comentário.

"Prisão de Cunha e Garotinho mostra a evangélicos que Deus não é ‘full time’"

No Rio de Janeiro, os três políticos mais identificados com o eleitorado evangélico são Marcelo Crivella (PRB), bispo licenciado da igreja Universal; Anthony Garotinho (PR), fiel da igreja Presbiteriana; e Eduardo Cunha (PMDB), adepto da igreja Sara Nossa Terra. Crivella acaba de se eleger prefeito do Rio. Garotinho e Cunha estão presos. Essa conjuntura demonstra que Deus existe. Mas não é ‘full time’.

Denominações religiosas que se opõem à Universal, igreja de Edir Macedo, tio de Crivella, se articulam para produzir novos candidatos. Avalia-se que Garotinho está condenado à decadência política mesmo que se livre da acusação de chefiar um esquema de compra de votos na cidade de Campos dos Goytacazes. Quanto a Cunha, teme-se que a Lava Jato o torne um ficha-suja, afastando-o das urnas.
A despeito de seus alentados prontuários, Garotinho e Cunha se autoproclamam evangélicos desde a década de 1990. Em tempos de campanha, são auxiliados por uma legião de pastores, que fazem as vezes de cabos-eleitorais. Ambos utilizaram programas de rádio como palanques eletrônicos. Mais arrojado, Garotinho notabilizou-se por distribuir utensílios domésticos a donas de casa.
Ex-aliados, Garotinho e Cunha tornaram-se inimigos políticos. Um se refere ao outro como “ladrão”. Embora suas fichas indiquem que os dois talvez estejam certos, os líderes evangélicos que buscam novos talentos políticos não parecem preocupados com a debilidade ética, mas com a incapacidade momentânea da dupla de disputar espaço com Crivella e a sua Universal. Os supostos representantes de Deus fazem política com tal descompromisso moral que às vezes passam a impressão de que Ele não merece existir.
Fonte: Blog do Josias de Souza
Deus não é 'Full time' quer dizer que Ele não atua em tempo integral, ou seja, Ele não age durante todo o tempo, ou que Ele não consegue controlar "seus filhos" em todo o tempo, ou que Ele cochila, e durante esses cochilos seus protegidos ou controlados aproveitam para agir de forma antiética ou imoral, ou que, tendo seus "protegidos" agido de forma antiética ou imoral, Deus, por algum descuido seu, não viu ou não conseguiu impedir que eles assim agissem. Ainda pior. Deus, mesmo vendo seus "escolhidos" agirem de forma indevida, não pôde ou não fez nada para corrigí-los.
Srs. líderes evangélicos, sabem o que é que fica quando vocês indicam ou apoiam gente indecente para nos representar? Vergonha e desonra para o Sagrado Nome de Deus.

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Na Democracia, As Pessoas Comuns Elegem Seus Representantes

No Brasil, os "especialistas" em eleições amanheceram com a língua sangrando...

Nos Estados Unidos da América foi eleito para presidente o magnata, Sr. Donald Trump. Esta "surpresa" trouxe, pelo menos, uma certeza: "a mídia esquerdista não aprende".

O que se via por aqui, durante a campanha americana, eram especialistas dando como certa a vitória da democrata Hillary Clinton. Certo comentarista chegou a afirmar: "na campanha americana não há dois lados, apenas um: o certo." Em sua análise, disse que o certo era a vitória da Hillary Clinton. Uma questão me invadiu a mente: "Quem definiu que o certo era a vitória da Hillary Clinton?" Logicamente que o próprio comentarista.

Não faço juízo de valor sobre os candidatos, ainda que tenha dúvidas sobre as ideias de Donald Trump. Mas, não apenas dele. As minhas dúvidas envolviam a Hillary Clinton, também. Nos dois candidatos vão encontrar prós e contras. Normal.

O que me chamou atenção foi o evidente traço esquerdista da imprensa brasileira. As notícias favoreciam a democrata, as imagens dos candidatos favoreciam a democrata, as informações relativas as pesquisas "tendenciosas" americanas favoreciam a candidata democrata até mesmo quando ela estava em desvantagem, enfim, nitidamente a Hillary Clinton era a escolhida dos esquerdistas de plantão (aquele grupo de iluminados que definem o "politicamente correto" para a população).

O problema para essa gente é que, numa democracia, o voto de cada um tem o mesmo peso e valor.

Seria de boa ajuda para a democracia se a imprensa se portasse dentro do seu estrito papel de informar. Não é bom para o ambiente social essa tentativa de manipulação das consciências e a tentativa de impôr a vontade das redações e da acadêmia sobre as decisões populares. Aliás, é preciso mais respeito às pessoas.

Foram as pessoas, habitantes nos Estados Unidos da América que, em sua maioria, escolheram seu governante, a despeito de tamanha pressão midiática contrária. Chamo a atenção sobre um detalhe. Há um movimento silencioso de rejeição social ao que a mídia insiste em pregar como "marcas" de uma sociedade moderna e vanguardista. A sociedade responde: "Temos nossos valores, crenças e desejos. Respeitem!"

A eleição americana nos ensina: "Os norte-americanos elegeram o magnata Donald Trump para o exercício da Presidência do seu país". É assim numa democracia. As pessoas vão as urnas e votam em quem "elas" querem.

Hoje, na imprensa e entre os "especialistas" aqui no Brasil, é só choro e blá,blá,blá...

O que dizer? Vê se aprendem! É democracia, estúpidos! Quem elege seus governantes são os habitantes, não apenas a imprensa e seus especialistas de estimação.

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Somos o Que Somos. Nos Tolerem, "Tolerantes".

Como fruto do trabalho missionário, o Brasil vem se tornando um país de cristãos-evangélicos. Com todo respeito aos nossos irmãos católicos, já vai de longe o abandono dos brasileiros a religião majoritária, isto porque se tornaram apenas cristãos nominais, sem vínculos ou compromisso sério.

Em 2014 estimativas apontavam para cerca de 25,25% de evangélicos na população brasileira. Paralelo a este crescimento numérico, cresceu também a conscientização política dos cristãos em nossa pátria. Se antes "crentes" não se envolviam com política, apenas oravam, agora os cristãos, além de orarem, tem se posicionado no cenário político brasileiro. Como resultado, em cada legislatura cresce o número de representantes do segmento nas várias câmaras legislativas. Logo, aparecem aqui e ali alguns "especialistas" chamando a atenção para esse fenômeno e "alertando" sobre o perigo do Brasil se tornar um país fundamentalista cristão.

Não vamos entrar no mérito dessa questão, haja vista que, apesar do risco de um, dentre os vários líderes cristãos existentes, se desgarrar do evangelho genuíno e entrar pelo "evangelho meramente político", quem conhece o evangelho de Cristo sabe que a conversão genuína é aquela que o indivíduo voluntariamente aceita, e não aquela que lhe é imposta por leis, como uma obrigação.

Portanto, não há qualquer interesse no exercício do poder político "pelo poder político" na comunidade cristã no Brasil. No entanto, isto não lhe retira o direito de contribuir com ações políticas que melhorem a vida da população brasileira. Isto se faz através das ações sociais que a comunidade desenvolve no tecido social e, também, através de mandatos políticos.

A bancada de deputados cristãos, chamada de forma pejorativa por parte da imprensa brasileira de "bancada da Bíblia", chama a atenção pelo seu aumento a cada legislatura e pela defesa intransigente dos virtudes morais e da família tradicional.

Agora, alçando um novo voo, surge em várias cidades e estados brasileiros candidaturas de evangélicos para cargos políticos majoritários como prefeitos, governadores e presidentes de câmaras. Lógico, aqueles setores da mídia tão envolvidos (e sustentados) pelas ações ligadas a ideologia de gênero, libertinagem, esquerdismos, socialismo comunista, etc., se lançam na empreitada de barrar a qualquer custo o avanço dos evangélicos no país.

Um exemplo disto é a campanha difamatória perpetrada contra o Senador Marcelo Crivella no Rio de Janeiro. Sem querer exercer a defesa intransigente e cega, de uma hora para outra o Senador se tornou alvo de inúmeras denúncias e acusações que, observando mais a fundo, trazem nada com nada. E percebam que invés do evangélico, a mídia quer "impor" um radical de esquerda que realizou ações de apoio àquela gente violenta que inviabilizou os justos protestos de outrora e que apoia aborto, união de par como um casamento, liberação de drogas e inchaço da máquina estatal. Mas, porque isto? Muito simples.

Apesar de falarem em intolerância, eles, os secularistas, não toleram os evangélicos, apesar de se dizerem defensores de uma sociedade livre de preconceito, são, eles mesmos, preconceituosos em relação aos evangélicos, apesar de se identificarem como vanguardistas, progressistas e democratas, são a exata imagem do fascismos, das trevas e do autoritarismo.

Mas, fica a dica para os cristãos. Eles não gostam do que representamos, porque o que representamos se opõe ao que eles gostam e defendem. Hedonismo, libertinagem, promiscuidade, prostituição, adultério, homossexualismo, rebeldia, drogas, capitalismo selvagem, avareza, ganância, corrupção, e por aí vai.

Apesar de nossos problemas internos e de nossas "ovelhas negras", como defensores do evangelho, somos um movimento de contra-cultura atual. Não é um movimento novo. É o movimento de sempre dos cristãos. Tendo a Bíblia como nossa regra de fé e prática, toda sociedade que adota um comportamento pecaminoso e, portanto, rebelde para com Deus, sofrerá nosso protesto (por isso, "protestantes").

Vale pedir aos de má-fé não confundir "protesto pelos pecados" com imposição de leis religiosas à população. Mas uma vez. O evangelho só tem valor se adotado voluntariamente, sem qualquer tipo de imposição, manipulação ou obrigação.

Aos cristãos, lembramos: "Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim. Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia" (João 15:18,19).

Sigamos pois... Sendo o que somos, conforme a Palavra de Deus, e fazendo o que o Senhor nos orientou fazer, como posto na Bíblia Sagrada.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Ressaca Cristã Após Eleição Municipal

Eleição encerrada, pelo menos por essas bandas (Salvador/BA), é preciso algumas considerações sobre o comportamento da comunidade cristã em seus vários segmentos durante o período da campanha eleitoral.

De antemão, saliento que sou favorável a indicação por nossa comunidade de pessoas para concorrerem a cargos eletivos. É um direito, como cidadãos que pagam seus impostos, e um dever dos cristãos, como servos de Deus, contribuir para melhoraria do ambiente moral, social e espiritual em nossa sociedade.

A primeira constatação, que não é nova, é o fato da desunião em nossa comunidade. Várias denominações e, dentro das referidas denominações, vários candidatos que se lançam de forma indiscriminada. Cada uma com suas intenções, e cada um defendendo seus próprios interesses. Na maioria dos casos, os interesses pessoais (dos líderes que indicam e dos indicados) se sobrepõem ao interesse da coletividade.

Percebe-se a quantidade de homens separados para o santo ministério que se lançam como candidatos à um mandato político. São ministros do evangelho que, a despeito de sua chamada espiritual, decidem deixar em segundo plano sua missão evangélica. Respeito a decisão de cada um sobre sua própria vida. Porém, entendo que a missão que nos foi concedida pelo Senhor é de maior importância que uma atividade política. Lembremos que ao pastorado é separado aqueles homens que se dedicarão ao ministério em "tempo integral". Dito isso, a eleição para um mandato político implica numa renúncia ao seu mandato espiritual.

Há ainda o problema das denominações não observarem a necessidade de separar as coisas espirituais das seculares, principalmente no ambiente espiritual que chamamos de templo e, consequentemente, seus cultos. Entenda-se espiritual como aquilo que se refere às coisas eternas, enquanto que secular é tudo que diz respeito às coisas terrenas. Nossa ação espiritual tem reflexo sobre a vida das pessoas para a eternidade, enquanto que nossa ação política tem implicações meramente terrenas.

O que se viu durante esta campanha foi uma mistura indevida e profana das coisas de Deus com coisas do mundo. Eventos evangélicos organizados apenas para colocar em evidência o candidato ou candidata, utilização de templos para guarda de equipamentos e materiais de campanha, esvaziamento de atividade importante como Escola Bíblica Dominical apenas para que alguns irmãos, "inocentes úteis," possam atuar como cabos eleitorais em atividade ilegal como "boca de urna".

Infelizmente, nossa luta por uma comunidade mais consciente está longe de ser alcançado, isto porque o sentimento dos eleitores, votando com a "pulga atrás da orelha" sobre os nobres interesses dos candidatos, refletem no povo cristão com a mesma "pulga" na orelha dos eleitores cristãos, sobre a sinceridade de quem indica e de quem é indicado em fazer o que se deve fazer com base nos interesses mais nobres de nossa atividade espiritual. A desconfiança é geral.

Como melhorar isso? Educação cristã massiva e rígido controle sobre aqueles que lideram a comunidade cristã e sobre aqueles que acessam nossos púlpitos. Já seria, pelo menos, um bom começo.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Minha Oração à Deus Pelos Candidatos a Políticos Cristãos

"Senhor,
como brasileiros, somos envergonhados diariamente pelas atitudes mesquinhas e corruptas de políticos em nosso Brasil.

Pai, estamos chegando a reta final de uma nova campanha para vereadores e prefeito em nossa cidade. Entre os candidatos, há inúmeros pastores, presbíteros, "mulheres de Deus" e outros irmãos menos graduados que desejam uma vaga na câmara ou na prefeitura.

Senhor, a tua igreja em nossa pátria já sente tanta vergonha pela atuação daqueles políticos representantes dos cristãos que, por ação ou omissão, contribuíram para que chegássemos a este estado deplorável de fazer política com fisiologismo, nepotismo, corrupção e egoísmo...

Deus, eu te peço:

"Àqueles que por tua vontade permissiva, e por escolha nossa, forem concedido o mandato político de representantes dos cristãos,  mas não atuarem com integridade, humildade e coragem no combate as obras más, e com austeridade na administração dos recursos públicos, Deus, em nome de Jesus, recolhe-os à eternidade e não os deixes nos envergonhar ainda mais."

Pai, em nome de Jesus, insisto: "Se forem envergonhar teu santo nome e macular a honra da tua noiva em nosso país, RECOLHE-OS, Senhor, e os faça aguardar o encontro contigo no sheol ou no seio de Abraão, lugares mais distantes do Brasil que minha pequena mente consegue imaginar!"

Amém.

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Na Política, Você Quer Mudar Votando Nos Mesmos? Aaahhhh, Pára, Vai?!

Infelizmente não temos muita chance de melhoria para nosso sistema político. Principalmente porque essa melhoria depende de leis melhores. E quem formula ou reformula essas leis? Suas excelências, os políticos.

Você já viu alguma coisa melhorar quando essa melhoria exige maiores sacrifícios de quem altera o curso do negócio?  (nem na religião isso acontece mais). A política no Brasil é dominada por uma "corja" de gente sem escrúpulos, cujo domínio se impera pela defesa de seus próprios interesses.

Os salários e os benefícios dessa corja são, por si só, um acinte contra todos os brasileiros decentes deste país. Imagine. A ex-presidente, Sra. Dilma Houseff, foi demitida por justa causa e, mesmo assim, custará, aproximadamente, R$ 1.000,000,00 (hum milhão de reais), por ano, para o país. É o mesmo valor gasto com os demais ex-presidentes. E sabe até quando? Até morrerem. Êta, país rico!

Pois, bem. Se estamos cansados de sermos tratados como idiotas úteis, a nossa única alternativa é retirarmos essas pessoas de lá através do voto. Mas, o que se vê em todas as eleições? Os mesmos, indo e vindo, com a anuência de suas excelências, o povo brasileiro (parte dele, pelo menos).

Estamos agora em tempos de eleições municipais. É triste, mas, quando não elegemos os mesmos que lá estão, "renovamos" colocando seus filhos, filhas ou parceiros no lugar. Estes "jovens extraordinários" chegam com a mesma mentalidade, as mesmas formas de engano e, COM CERTEZA, terão a mesma atuação.

Quer mudar? Aaaahhhh! fala sério!

Triste povo brasileiro. Levamos tanto tempo nas mãos dessa gente que ficamos com defeito cerebral.

Como diz o assaltante ao abordar sua vítima: "perdeu! perdeu! perdeu!"

Pois, é. "Perdemos, pião!"

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Cuidado Com o Uso Indiscriminado de Anticoncepcionais

Universitária Sofre Trombose Cerebral Depois de Tomar Pílula Anticoncepcional Yaz, Fabricada pela Bayer.


Aconteceu de novo. Agora com a universitária Juliana Pinatti Bardella, de Botucatu, no interior de São Paulo. A estudante de 22 anos sofreu uma trombose venosa cerebral. Passou 15 dias internada – três deles na UTI. Segundo os médicos que a atenderam na capital, o problema pode ter sido causado pela pílula anticoncepcional Yaz, fabricada pela Bayer.

Texto completo: http://epoca.globo.com/vida/noticia/2016/08

quarta-feira, 13 de julho de 2016

A Arte de Ser Coerente

"Faça o que falo, mas, não o que faço." Apesar de se falar muito nesse ditado popular, é impossível encontrar alguém que assuma ser assim. Em muitos casos, isto é desnecessário porque suas obras falam mais que suas palavras.

Alguém que diz não concordar com a mentira, mas, no aperto, recorre a ela sem nem ao menos ficar com o rosto ruborizado; gente que diz não concordar com o roubo, mas, não tem um mínimo de constrangimento em comprar cd's piratas com dezenas de músicas não autorizadas, porque mais baratos.

No meio cristão, então...

Cristão que defende a humildade, mas, briga por cargo maior; cristão que se diz "cheio do Espírito Santo", mas, não perde oportunidade para se descontrolar; cristão que condena a arrogância, mas, pela graduação que possui, considera o "desgraduado" um inferior; gente que condena a vaidade, mas, não perde uma chance de chamar a atenção com vestes extravagantes.

Bem que Cristo já falou sobre nós (Mt. 23:1-11):

"Então Jesus falou à multidão e aos seus discípulos. Ele disse: — Os mestres da Lei e os fariseus têm autoridade para explicar a Lei de Moisés. Por isso vocês devem obedecer e seguir tudo o que eles dizem. Porém não imitem as suas ações, pois eles não fazem o que ensinam. Amarram fardos pesados e os põem nas costas dos outros, mas eles mesmos não os ajudam, nem ao menos com um dedo, a carregar esses fardos. Tudo o que eles fazem é para serem vistos pelos outros. Vejam como são grandes os trechos das Escrituras Sagradas que eles copiam e amarram na testa e nos braços! E olhem os pingentes grandes das suas capas! Eles preferem os melhores lugares nos banquetes e os lugares de honra nas sinagogas. Gostam de ser cumprimentados com respeito nas praças e de ser chamados de “mestre”. Porém vocês não devem ser chamados de “mestre”, pois todos vocês são membros de uma mesma família e têm somente um Mestre. E aqui na terra não chamem ninguém de pai porque vocês têm somente um Pai, que está no céu. Vocês não devem também ser chamados de “líderes” porque vocês têm um líder, o Messias. Entre vocês, o mais importante é aquele que serve os outros."

Nítido que Cristo apontava suas considerações para a liderança eclesiástica que, já naquela época, era problemática. Hoje, sem generalizações, nem se fala. Tenho como maior exemplo aquele tal que diz ser "a igreja" de "Cristo"... contanto que ele, o tal, seja o presidente, o líder maior. Então, sou obrigado a acreditar que, realmente, essa "sua" igreja é de um cristo diferente. É se vendo num espelho que ele lê: "sem mim, nada podeis fazer!"

(Por favor, se é o que desejas, seja feliz com sua incoerência. Eu seguirei sem ela.)

A Bíblia dos cristãos é um livro que confronta. Se lermos suas palavras e elas não nos incomodar, das duas uma: ou não cremos que ela seja o que dizemos acreditar que seja, ou somos perfeitos.

Coerência é a atitude de agir e falar de acordo com o que acredita. É natural naquele que entende seus princípios e, sinceramente, crê que eles são os melhores caminhos para sua história de vida. No caso dos cristãos, seus princípios estão expostos na Palavra de Deus (sem acrescentar, modificar, nem tirar coisa alguma).

Como regra de fé e prática, os enunciados da Bíblia devem ser a base da conduta para todo cristão. Sendo assim, a coerência exigida para os cristãos, principalmente líderes, é que suas atitudes estejam de acordo com os princípios encontrados nela. Quando nossas atitudes na igreja, no trabalho, na família, na escola, enfim, na sociedade, não estão de acordo com estes enunciados, SOMOS INCOERENTES! Jesus chamava de hipócritas!

Qual a solução para a incoerência? "Ou mudam-se as atitudes, ou mudam-se os princípios, ou apenas se calem."

terça-feira, 24 de maio de 2016

Família Edificada

Reflexão proferida no Seminário Família Vitoriosa, realizado pela Assembleia de Deus em Rio Sena - Salvador/BA, sob a coordenação do Pr. Raimundo Campos.

Esta Palavra pode mudar, para melhor, o ambiente da tua família.


quinta-feira, 19 de maio de 2016

O Rede, da Pastora Marina, Quer Saber Porque o Pastor Samuel Ferreira tem Passaporte Diplomático.

O deputado da Rede, Aliel Machado, vai apresentar um requerimento na Comissão de Relações Exteriores para convocar José Serra. Quer que o ministro explique porque concedeu um passaporte diplomático ao pastor Samuel Ferreira, da Assembleia de Deus (Brás/SP).


Fonte: veja.abril.com.br/blog/radar-on-line

A pergunta que não quer calar é: "Porque cristãos tem que se envolver com esta prática?" Falo da necessidade de um pastor possuir passaporte diplomático, ou seja, um "privilégio". Ainda que oferecido à ele, porquê o pastor Samuel Ferreira não rejeitou esta benesse?

Em tempos de crise moral e ética no país, uma "turma" ainda alimenta a sanha por privilégios que ofendem os cidadãos brasileiros. Com a palavra, também, os "nobres políticos cristãos".

As autoridades cristãs deveriam protagonizar as ações por uma sociedade mais justa e igual, invés de se envolverem nessas práticas que ruborizam o rosto e o corpo de Cristo.

"Se as pessoas não mudarem sua práticas nababescas, não adianta mudar de governo."

E o Tempo Não Pára. Insiste em Dizer: "A Bíblia Tem Razão".

O Clube Atlético Tigre, time da 1ª divisão do futebol argentino, sai na frente dos rivais no campo da tecnologia e lança o ‘Passion Ticket’, um chip para ser implantando embaixo da pele do torcedor que dará acesso às arenas onde o clube estará jogando. Além da entrada nas partidas, o sistema também fornecerá informações sobre o jogo a ser disputado, que normalmente estariam em um ingresso impresso.

A identificação é feita por meio de rádio frequência, portanto, basta o torcedor com o chip implantado aproximar-se dos scanners dispostos nos acessos ao estádio. “Essa nova opção de ticket nos permitirá oferecer uma experiência melhor para nossos fãs, já que eles terão que enfrentar menos filas e menos espera para entrar no estádio, inclusive usufruindo de benefícios exclusivos reservados aos detentores do Passion Ticket”, explica Ezequiel Rocino, secretário geral do Clube Atlético Tigre, e primeira pessoa a experimentar o recurso.

Desenvolvido pela agência de publicidade McCann de Buenos Aires, o Tigre ainda aguarda a aprovação das autoridades médicas locais e da Associação Argentina de Futebol (AFA).

Fonte: Istoe.online

"E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis" (Apocalipse 13:16-18).
Não esqueçamos. O texto de Apocalipse, acima transcrito, trata de "identidade da besta e identificação de quem se associa aos seus negócios". E do que apocalipse fala? Fala da era final da humanidade.

Enquanto a maioria dorme e muitos cristãos vão se ajustando a "modernidade", o mundo segue sua trilha rumo ao "dia da prestação de contas" e a eternidade com Deus ou longe d'Ele.

Todos que vivem, verão.

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Na Maior Democracia do Mundo Se Respeita a Fé Alheia

Reproduzo parte do discurso de renúncia do candidato a indicação republicana para concorrer a Presidência dos Estados Unidos da América.

Dentre outras afirmações espirituais, disse o governador, John Kasich, na última quarta-feira:

"Enquanto suspendo minha campanha hoje, tenho fé, uma fé profunda, que o Senhor me mostrará o caminho adiante e satisfará o sentido da minha vida."

Fonte: g1.globo.com

Se fosse aqui em terras brasileiras, boa parte da imprensa e os políticos de esquerda estariam ridicularizando a fé do governador. Mas, como é na "maior democracia do mundo..."

Antes de decidir sobre sessão, Waldir Maranhão pediu tempo para "falar com Deus".

No exercício da presidência da Câmara (...), Waldir Maranhão surpreendeu um grupo de deputados do PT, PCdoB, PSOL e Rede que foi ao seu gabinete pedir que ele abrisse uma sessão de debates no Plenário nesta tarde. Os parlamentares queriam a sessão para criticar Eduardo Cunha e elogiar sua suspensão do posto.

Diante do pedido, Maranhão pediu dois minutos para "falar com Deus" antes de definir se abriria ou não o Plenário. Instantes depois, anunciou que permitiria a reunião de debates. Foi quando Ivan Valente, líder do PSOL, brincou com a "consulta espiritual" feita por Maranhão. "Deus foi rápido, presidente".

Fonte: Época online

Comento:

Observe a "brincadeira" do deputado Ivan Valente (PSOL). Ele demonstra apenas seu ateísmo, que é característica dos integrantes de partidos radicais de esquerda. Até aí, tudo bem. Ele tem o direito de não acreditar no que o deputado Waldir Maranhão acredita: Deus.

O maior problema dessa gente é não ter a capacidade de conviver com o diferente sabendo respeitar essas diferenças.

E os intolerantes somos nós, os cristãos.

sexta-feira, 29 de abril de 2016

É Um Absurdo!

Câmara aprova regime de urgência para projeto de reajuste do Judiciário Federal.


A partir de agora, o projeto não precisa mais passar por comissões permanentes da Casa e terá prioridade para ser votado pelos deputados em plenário, embora não haja prazo para isso

Estadão Conteúdo
STF_arquivoIE_483x303.jpg
Após acordo entre a maioria dos líderes partidários com a presidência do Supremo Tribunal Federal (STF), a Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira, 28, a urgência do projeto de Lei que reajusta em até 41% os salários dos servidores do poder Judiciário Federal. A urgência foi aprovada por 277 votos a 4. Houve ainda duas abstenções. A partir de agora, o projeto não precisa mais passar por comissões permanentes da Casa e terá prioridade para ser votado pelos deputados em plenário, embora não haja prazo para essa votação.
Fonte: Istoe.com.br
A justiça realmente é cega.
Não conseguem enxergar os problemas econômicos do país e mantêm sua ânsia de ganhar AINDA MAIS em detrimento dos que ganham menos. Podem até conseguir. E então, será legal. Mas, IMORAL!
É um absurdo!

Divirtam-se Com Cartão de Crédito e Cheque Especial! Não Chore.

Juro do cheque especial em março vai a 300,8%, o maior da série do BC.


Taxa só é superada pelos juros cobrados pelo rotativo do cartão de crédito, que chegaram a 449,1% ao ano.

Fonte: Istoe.com.br


Pare de usar limite de crédito oferecido por bancos!

Pare de usar cartão de crédito!

Estes são os responsáveis por manter você na miséria e eles na riqueza.

Se ligue!

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Congresso Nacional - Ação e Omissão


No Congresso Nacional só existem dois tipos de pecadores: os que pecam por ação (corrompendo e sendo corrompidos) e os que pecam por omissão (que rejeitam as ofertas, mas, assistem imóveis a ação do bando da ladroagem).


Chegou a hora dos omissos se redimirem e colocarem um ponto final na ação dos malfeitores.

É o mínimo que esperamos dos corajosos tardios.

terça-feira, 12 de abril de 2016

Lista dos Deputados Baianos que Votaram Contra o Impedimento da Presidente Dilma.

Entendo que esses são alguns dos que concordam com o estado de corrupção e desmando que reina em nossa pátria. Acham correto transformar a República Brasileira num covil de corruptos que retiram o dinheiro que entregamos para saúde, educação, segurança, habitação e saneamento para comprar aptos, sítios, viagens e jantares em restaurantes caros, etc.

Publico a lista dos que votaram contra o impedimento, pois, entendo que fazem mal à nação brasileira não apenas economicamente, mas, também, moral e espiritualmente.

Eis os "heróis da nação petista na Bahia:"


Votos contrários ao impeachment:

  • Bacelar (PTN-BA)
  • José Rocha (PR-BA)
  • Paulo Magalhães (PSD-BA)
  • Roberto Brito (PP-BA)
Fonte: Lista de votantes da Comissão na Câmara dos Deputados 

Quando você ficar encurralado em sua casa com medo da violência, lembre-se deles;
Quando você precisar de um médico público ou remédio, lembre-se deles;
Quando você precisar morar numa rua decente, lembre-se deles;
Quando você precisar de uma escola pública decente, lembre-se deles;
Quando você precisar de um emprego para sustentar sua família, lembre-se deles;

Quando você não precisar de nada disso, lembre-se de seus irmãos, amigos, colegas, conterrâneos...

E tem mais...

Quando você perceber que seus filhos estão sendo incentivados a se prostituirem nas ruas e praças das cidades...
Quando você perceber que seus filhos estão sendo incentivados a "ideologia de gênero" que tenta colocar colocar em suas mentes que ser macho ou fêmea é apenas uma escolha...
Quando você perceber que seus filhos estão sendo incentivados a serem rebeldes com seus pais...
Quando você perceber que a família já não é tão importante...
Quando você perceber que o governo que tomar conta de tudo (para o mal), inclusive de sua família...
Quando você perceber que as drogas causam um dano enorme a saúde pública...
Quando você perceber que a vida é nosso bem maior e ouvir algum deputado ou deputada defendendo o aborto, veja de qual partido ele é.

(Ou não são os coligados, inclusive ministros de estado, desse governo petista os maiores incentivadores dessas práticas?)

Então...

Quando o dia das eleições chegar, lembre-se deles e faça sua escolha. Eles estão lá porque nós os colocamos.

"Quando os honestos governam, o povo se alegra; mas, quando os maus dominam, o povo reclama." (Pv. 29:2).

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Só Para Conhecer um Pouco Mais o Partido da Pastora Marina Silva - Rede Sustentabilidade

Rede Sustentabilidade adota, em comunicado a filiados, linguagem de gênero neutro.

Em tempos de críticas de evangélicos ao que chamam de “ideologia de gênero”, partido de Marina adota o “x” para não hierarquizar masculino e feminino.

“Carxs filiadxs e conectadxs”: assim começa o mais recente comunicado da Rede Sustentabilidade, de Marina Silva, a seus filiados. E é como passarão a vir, a partir de agora, todos os comunicados da sigla. Em vez do “a” ou do “o”, o “x”. A linguagem neutra para o gênero (masculino e feminino) tem sido usada na internet por ativistas que discutem o feminismo e o chamado gênero não binário.
Marina que se prepare. Os evangélicos, grupo ao qual a ex-senadora é ligada, certamente vão disparar críticas contra a novidade da Rede.
A proposta é utilizar a linguagem neutra em seus comunicados para não haver predominância entre gêneros. As críticas à inovação certamente virão. A bancada evangélica é uma das mais aguerridas inimigas do que chamam de “ideologia de gênero” que, entre outros interesses, defende a ausência de hierarquia entre homem e mulher.
Fonte: Revista Época Online

segunda-feira, 28 de março de 2016

Lembre-se em Quem NÃO Votar nas Próximas Eleições

De costas para o eleitor

Conheça os deputados que se colocam contra 70% dos brasileiros e lutam para manter a presidente Dilma no poder. Em breve eles vão pedir o seu voto.














Fonte: IstoéIndependente

segunda-feira, 21 de março de 2016

O Mal de Uma Má Religião. Um Texto do Filósofo Felipe Pondé Para Reflertimos.

Ponham barbas e batons de molho


Hoje quero pensar, com você, em duas questões relacionadas ao tema da corrupção da política no Brasil. Uma primeira, fruto de uma pergunta que ouço muitas vezes das pessoas, e uma outra, sobre a aposta do PT que Lulinha resolverá o problema do governo salvando todo o sistema político corrupto brasileiro, aniquilando a Lava Jato com a discreta aceitação de grande parte dos setores da oposição e do alto clero jurídico do país. Vamos por partes.

Vamos à primeira questão. Muitos se perguntam a razão da maioria esmagadora dos intelectuais, artistas e estudantes de humanas ser tão caninamente a favor do PT. Na semana passada, nesta coluna, me referi à seita da jararaca (o PT) como uma "religião". Hoje, vamos olhar de outra forma esse fenômeno que é espantoso para muita gente, mas que, na realidade, pode até ser visto de forma "filosófica".

Caros, prestem atenção: verdade seja dita, muita gente da academia é caninamente fiel ao PT, mesmo sendo evidente que ele participa profundamente do esquema de corrupção da política brasileira.

É claro que, praticamente, todos os partidos também o fazem, e isso é fundamental pra você entender a segunda questão que tratarei abaixo. Muitos jovens aderem de forma impensada e estimulada por professores que construíram e constroem suas vidas intelectuais e institucionais em cima da seita marxista e associadas.

Essa adesão significa poder nos departamentos, órgãos colegiados e instituições que financiam pesquisas. Entendeu? Grana e poder localizado dentro do espaço institucional acadêmico. O mesmo serve para os editais de cultura dos artistas que vivem do governo.

Muitos alunos são tragados, em seu impulso de querer mudar o mundo (muitas vezes, em detrimento de arrumar o próprio quarto), por essa máquina de corrupção interna ao mundo intelectual institucional. De um ponto de vista da carreira, essa adesão pode, inclusive, garantir concursos e parcerias interessantes.

Mas existe uma causa mais "metafísica" ou mais sofisticada para gente "inteligente" apoiar caninamente e violentamente o PT e associados, em sua saga pela corrupção ideologicamente justificada.

Eis a causa: para a moçada "inteligente", o horror à corrupção é coisa do humanismo burguês ("coxinha", numa linguagem mais atual).

Para esses "inteligentes", se a corrupção, o crime, a mentira, a violência, forem em nome da "causa", tá valendo. É isso que grande parte das pessoas não entende quando se choca com o fato que a universidade, a "arte" e a "cultura", em grande parte, apoia caninamente corruptos com metafísica, como a tropa de choque do PT e associados.

Marx (1818-1883), Bakunin (1814-1876) e Nechayev (1847-1882), para ficar apenas em três grandes estrelas desse mundo, pensavam exatamente assim. Portanto, caros, para os "inteligentes", a corrupção tem "metafísica": essa metafísica é a justificativa de que ela é parte das ferramentas necessárias para a luta. Você, burguês, coxinha, na sua ingenuidade, pensa que sendo eles "cultos", pensariam de forma "simplista" como você?

Agora vamos à segunda questão de hoje. Por que Lula foi indicado para o ministério? Não, não estou me referindo à forte indicação de que isso foi um truque para tirá-lo das mãos do algoz Moro. Refiro-me à sua missão "superior" de salvar o sistema corrupto inteiro que a Lava Jato pode vir a engolfar em seu processo "pós-PT". E aí, caros irmãos, a coisa pega.

O PT, caso confirme seu superministro, aposta no medo do alto clero jurídico e da "oposição" como apoio ao aniquilamento institucional e burocrático da Lava Jato.
É um papinho aqui, uma leizinha ali, um parecerzinho acolá, e pronto: a Lava Jato vira pizza, como as Mãos Limpas viraram na Itália graças a Berlusconi (e Moro sabe muito bem dessa história). Nosso Berlusconi é o Lula. Não é o Moro que é o Berlusconi (como muitos desavisados pensam), é o Lula. O Moro tá mais pra Batman do que pra Berlusconi.

Portanto, ponham suas barbas e batons de molho. Lulinha paz e amor da manifestação da última sexta veio pra salvar a corrupção de todos.

ponde.folha@uol.com.br

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Você Não Está Só?

Estamos em meio a, aproximadamente, sete bilhões de pessoas no planeta, e parece ser incorreto que possamos estar sozinhos. Mas, se pensarmos naquelas situações que envolvem os sentimentos mais íntimos, mais reservados de nossa alma, perceberemos como é difícil um outro ser se tornar teu genuíno companheiro.

Quando nascemos, normalmente, estamos rodeados de médicos, enfermeiras, mãe e pai, porém, a caminhada do útero para a vida exterior, fazemos só. Não há o braço, o colo, o amparo, apenas uma força que nos expulsa do nosso habitat original e nos força a seguir em frente. Na vida, somos lembrados em todo tempo que esta se exerce só.

A Bíblia diz que "cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus". É... tem sentido.

No outro extremo da vida, na morte, sou forçado a lembrar dos últimos instantes de meu velho e querido Pai. Quantas vezes chamou a minha mãe e estendeu a mão... Mas, mamãe não podia acompanhá-lo. Ele tinha que seguir só.

Escrevo para que lembremos. Não vale a pena cobrar companhia, compaixão... o outro, também, não nos pode ajudar. Ele, também, está só. E nesta solidão tentamos acordos, parcerias temporárias que nos ajudem a reunir forças e esperança em nossa solitária caminhada. Às vezes conseguimos uma esposa, filhos, filhas, amigos que se aproximem ao máximo de nossa alma e nos faça sentir, momentaneamente, o calor da companhia.

A vida é simples. A gente é que complica tudo com expectativas que nunca se consolidarão. Aliás, ouvi num seriado: "Expectativa é o ultimo reduto do fracasso."

Deus. Talvez essa solidão terrena seja uma forma de nossa alma reclamar a distância que se interpôs entre nós e o Criador. Quem sabe é por isso que, quer na vida, quer na morte, nossa alma só sentirá a companhia eterna, quando estivermos na companhia do Eterno. Em nosso lugar original.

A minha alma tem sede e saudade de Deus.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Notícia Boa. Mas, Pode Melhorar.

Propaganda diz que três senadores são “custo zero”. Será?

"Zero" não são. Mas Cristovam Buarque, Eunício Oliveira e Reguffe abriram mão de despesas. Isso é fato.

Circula nas redes sociais uma propaganda (ao lado) afirmando que três senadores – Cristovam Buarque e Reguffe (ambos do PDT do DF) e Eunício Oliveira (PMDB-CE) são “custo zero”. Diz, ainda, que economizaram cerca de R$ 5 milhões aos cofres públicos em 2015.

De fato eles economizaram, uma vez que abriram mão da cota parlamentar para exercer seus mandatos. No caso dos senadores de Brasília, o custo mensal é de R$ 21 mil para cada um. No caso do Ceará é de R$ 38 mil, em razão das passagens aéreas de ida e volta entre Fortaleza e a capital federal.

Reguffe diz, ainda, abrir mão do plano de saúde a que tem direito, motorista, carro e manter poucos funcionários se comparado aos seus colegas de Senado. Ele estima, sozinho, economizar R$ 2 milhões por ano (R$ 16 milhões ao todo no final de seu mandato em 2022).

No entanto, afirmar que os três senadores são "custo zero" é um flagrante exagero. Há despesas com funcionários e telefone, por exemplo, que são inerentes ao desempenho de suas funções e são custeados com recursos públicos. Nenhum dos três senadores assume a autoria da propaganda. 

Apesar disso, a moda dos senadores economizar bem que poderia se disseminar pelo Congresso - e espraiar pela Esplanada também.

Fonte: Revista epoca online.

Sobre o Senador Reguffe, já tínhamos informação de sua conduta desde que ele era deputado distrital. Os outros dois, Cristovam Buarque e Eunício Oliveira, ganharam nosso respeito.

Isto não significa apoio irrestrito. O ambiente moral e ético na cena política manda que coloquemos as "barbas de molho". Estamos de olhos bem abertos.

Bom seria que nossos representantes cristãos encabeçassem uma lista como essa. Já seria um maravilhoso testemunho.