Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2010

Saindo Um Prato de Lentilha

Para um cuidado maior de sua obra, Deus tem levantado homens para exercerem a função pastoral, haja vista a necessidade de acompanhar suas ovelhas no caminho até o aprisco. O pastor é aquele homem que deixa sua carreira secular e passa a se dedicar exclusivamente para a obra do evangelho, sendo, para este fim, sustentado, na maneira do possível, pela lã, leite, couro e carne das ovelhas.

A carreira pastoral tem o caráter superior a qualquer tarefa que o homem possa exercer aqui na terra. Não foi sem motivo que o Senhor Jesus, nas praias da Galiléia, saiu a chamar homens ocupados em tarefas seculares, convidando-os a trocarem aquelas atividades secundárias por uma atividade celestial. Deveriam, a partir de então, abraçar a causa do evangelho de corpo, alma e espírito, por ser este, um trabalho superior. Cristo considera que para exercer esta atividade espiritual, deve o homem ser escolhido por Ele, e o escolhido deve se dedicar "exclusivamente" a missão de "pescar homens…

Se Você Pensa Que Já Viu Tudo...

Igreja Universal abrirá concurso para pastor; salário inicial é de R$ 8 mil (http://www.gospel10.com/noticias/noticia--igreja-universal-abrira-concurso-para-pastor-salario-inicial-e-de-r-8-mil--639).

Só precisa saber se o regime trabalhista adotado será a CLT ou normas estatutárias internas. De qualquer má-sorte, fica o registro apenas como demonstração de qual espírito orienta estes homens.
Fiquemos guardados em Deus, até que um dia, Ele o sabe, apareça um reformador evangélico que se levante contra este quadro de degradação espiritual que mergulharam o cristianismo pentecostal.

Também, não podemos esperar outra coisa de um clero que instituiu a novena e a sessão do descarrego na versão evangélica. Talvez, no novo capítulo desta triste história, eles substituam o "Glória a Deus" por saravá.

Valei-me meu Deus!!!

De Que Lado Você Está

Só combatemos com eficácia quando entendemos o alvo desejado, afinal, a frustração será enorme, quando chegarmos ao final e descobrirmos que lutamos em vão.

A guerra instalada e protagonizada por pastores é algo insano, inconseqüente e irresponsável. Qual o fim que se almeja? Qual o objetivo de ambos quando se aventuraram nesta empreitada? Defender as causas do evangelho? Acredito que nenhum dos dois planejou este entrave, apenas se lançaram seguindo o ego ferido e atendendo o desejo na manutenção do cargo que ocupam. Nenhum deles demonstraram ou demonstram qualquer pesar sobre a aflição que afeta a “Igreja” do Senhor Jesus abrigada nas Assembléias de Deus no Estado da Bahia, isto por que, há muito tempo, o que têm valor nas instituições que eles representam não são as pessoas, é o patrimônio, o poder e o dinheiro.

Infelizmente esta guerra nos sobrevém num momento ruim para os Assembleanos da Bahia (Sem querer generalizar). Já vem de muito tempo o abandono pelo estudo sistemático da B…

A Ciência Vai Matar Deus?

Em dezembro de 2009, em uma de suas edições, a revista época chamou a atenção na sua capa para uma reportagem sobre os novos ateus. A manchete, por si só, já desafiava nossa mente a buscar uma resposta adequada a tal indagação. Como desejo apenas chamar a atenção para a pergunta e não para a discussão, vou transcrever abaixo apenas a parte inicial do que foi abordado e acredito ser suficiente para jogar no limbo os argumentos utilizados pelos ateus.

“Imagine um mundo sem religião, sugere Richard Dawkins, aproveitando um dos versos da música "Imagine", de John Lennon: "Imagine nenhum homem-bomba, nenhum 11 de setembro, nenhuma Cruzada, nenhum conflito na Irlanda do Norte, nenhuma guerra entre Israel e Palestina. Imagine nenhum Taleban para explodir as estátuas gigantes de Buda no Afeganistão". A lógica, apresentada por Dawkins, mas partilhada por outros, como Dennett, é que a fé hoje faz mais mal do que bem à humanidade.

Segundo os religiosos, Dawkins ignora a presen…

Minha Consciência Não Está à Venda

O momento é de extrema cautela, pois, a título de modernidade e avanço social, somos pressionados a aceitar o inaceitável. São dias onde a relativização é imposta de modo tão agressivo que, parece, não restar outra alternativa senão aceitá-la, indistintamente, sejamos cristãos ou não.


Neste vendaval de situações, nas quais, devemos tomar posição, somos valorados como produtos disponibilizados no mercado, onde basta apresentar seu preço e leva-se para onde bem entender. Seja na política, na religião, na profissão, onde estivermos inseridos, somos apenas números facilmente manipulados ao bel prazer do contador.

Cristo nos ensina que não podemos aceitar o padrão estabelecido pelos homens, haja vista que seu deus é o dinheiro e sua motivação é a ânsia pelo poder. Cristo desmascara a cruel face dos amantes de si mesmos, pois, desprovidos da essência divina, acham que o fim justificam os meios, assim, se dispõe a violentar os princípios cristãos, alimentando egos humanos e oferecendo valore…