Pular para o conteúdo principal

30.000.000 de Sem-Vergonhas


30/07/2011 - 20h02

Governo e patrocinadores tentam 'camuflar' falhas no primeiro evento da Copa no Brasil

Bruno Freitas, Ricardo Perrone e Thales Calipo
No Rio de Janeiro

Cinco dias e R$ 30 milhões de dinheiro público depois, o Brasil passou pelo primeiro grande teste da Copa do Mundo de 2014. E o resultado só não foi pior porque o Comitê Organizador Local (COL) contou com o precioso auxílio de alguns de seus patrocinadores e, principalmente, das três esferas governamentais.

A começar pelo dinheiro para realizar o sorteio preliminar do Mundial, primeiro grande evento do torneio que aconteceu no país, neste sábado, na Marina da Glória. Para garantir que a cerimônia acontecesse no Rio de Janeiro, os governos municipal e estadual tiveram de abrir os cofres e pagaram R$ 15 milhões cada. O dinheiro foi para a Geo Eventos, ligada à Rede Globo, e responsável pela organização.

Esta notícia retirada do UOL Esporte é apenas para demonstrar o que fazem os políticos e essa gente boa que ama o Brasil e estão em todo o momento defendo postura ética e moral em nosso país. Não assistir o evento. A minha indignação não deixou. Gastaram R$ 30.000.000,00 (...) do dinheiro público (municipal e estadual), apenas para fazer um sorteio das partidas de eliminatórias para a Copa do Mundo.

Esta é a demonstração clara da seriedade com que eles tratam nosso dinheiro. Quem quiser que continue acreditando na boa-fé dessa gente. Imaginem gastar R$ 30.000.000,00 (...) apenas para fazer um sorteio-bobo, coisa que eles mesmos poderiam fazer, em qualquer salão, com dinheiro deles (Globo, CBF, FIFA ou seus patrocinadores). Mas, não. Eles têm que meter a mão em nosso bolso e arrancar o dinheiro que se destina a saúde, a segurança, a moradia, a limpeza e conservação de nossas cidades e outros serviços-afins, para patrocinar a diversão de uns poucos e o conforto de uma quantidade menor ainda. Enquanto isto, a região serrana do Rio de Janeiro que sofreu aquela tragédia há poucos meses atrás, continua lá (será que o governador do Rio de Janeiro, Sr. Sérgio Cabral, ainda se lembra?) com sua gente dependendo das doações para levantarem a cabeça.

No sorteio dos “caras de pau”, lá estavam todos: Presidente, Governadores, Prefeitos, magnatas do futebol e políticos de toda raça. Estavam lá “reis e rainhas”, jornalistas acima do bem e do mal, jogadores de futebol que aparecem como bons meninos porque interessados em “defender a pátria” nos campos de futebol do mundo. A Rede Globogay, aquela que vive “pensando em você - gay”, também estava lá. Aliás, sendo beneficiária da fortuna de R$ 30.000.000,00 (...) apenas para estar e transmitir direto do “picadeiro”.

É isto. Todo mundo quer que o Brasil mude. Quer que ele deixe de ser o país da corrupção, da violência, da falta de oportunidade para todos, da desigualdade social, dos políticos oportunistas e desonestos, mas, na hora “H”, “todos se juntam para desfrutar do dinheiro da rica viúva”. Sabem por quê? Porque o circo tem que continuar.

O problema é que neste circo os palhaços somos nós, povo brasileiro!

E eles riem na e da nossa cara.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Porteiro, Auxiliar, Diácono, Presbítero, Evangelista, Pastor. E Mais. Missionária, Bispo, Apóstolo. O Que é Tudo Isso?

De repente, somos sobressaltados com a notícia: "Mais algumas dezenas, e até centenas, de novos obreiros para servir no Reino de Deus". A notícia seria boa, se guardasse a essência dos requisitos bíblicos exigidos para novos obreiros e preservassem o propósito divino na separação de novos chamados.
Para que precisamos de porteiros? Óbvio. Para guardar as portas. Porteiro era considerado Levita, desenvolvia, também, a tarefa de arrecadador de ofertas (2 Cr. 31:14) e vigia (Mc. 13:34); Jesus menciona o porteiro como responsável pela guarda da porta do aprisco das ovelhas (Jo. 10:3; ver também Ed. 7:24). É improdutivo, uma igreja de porta única, com uma quantidade exagerada de porteiros para servir.
Para que precisamos de auxiliares? Há pessoas mencionadas na Bíblia como "cooperadores", no entanto, sem evidência de se referir a um cargo. Eram pessoas que haviam prestado algum tipo de auxílio à alguém, em algum momento específico (Fp. 2:25; At. 20:35). Pode ser até o mes…

Cristo Está Morto! ...de Vergonha.

As Assembleias de Deus na Bahia foi construída sobre os ombros de homens e mulheres altruístas e dedicados que seguiam os conselhos bíblicos com a radicalidade exigida de quem, verdadeiramente, se converteu a Cristo. Foi desta forma que ela cresceu, se consolidou e tornou-se referência de conduta cristã e legítima representante do movimento pentecostal. Seu povo, ordeiro, decente e piedoso, nutria profundo respeito da população por serem responsáveis, honestos, humildes e fiéis.
Mas o crescimento trouxe consigo o desassossego de uma estrutura cada vez maior para suportar um organismo em expansão. A quantidade cada vez maior de congregações exigia mais esforços de sua liderança, pois, com uma administração centralizada, a mobilidade e os recursos passam a ser compartilhados para sustentar a própria estrutura administrativa. É essa estrutura administrativa que, no afã de conceder segurança futura aos seus ministros, fundam uma associação de pastores, conhecida como Convenção.
Órgão com ab…

CEADEB x ADESAL - É feio, muito feio!

Os desdobramentos do litígio entre o presidente da CEADEB e o presidente da ADESAL prossegue revitalizando as feridas causadas pelo rompimento do vínculo de alguns pastores de sua convenção (CEADEB).
No mais recente episódio, uma decisão judicial interlocutória - sem definição de mérito - tomada na ação que a CEADEB move contra a ADESAL, foi entendida como um ato de destituição do pastor Israel Ferreira do comando da Assembleia de Deus em Salvador. Sem querer entrar nas questões técnicas da decisão (deixo isto para os advogados e rábulas), a decisão não dá nada a ninguém, haja vista uma série de “condicionantes” expressos no comando judicial. Na verdade, a decisão da desembargadora é uma espécie de carta do apóstolo Paulo aos Coríntios na versão para os assembleanos baianos: “se entendam!”
Ato seguinte a decisão mencionada, o pastor Valdomiro Pereira distribui um vídeo para os obreiros assembleanos. Nele, informa (ou desinforma) a plateia que o pastor Israel Ferreira foi destituído do…