segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Pagamos Mais Para Quem Trabalha Menos

Congressista do Brasil é 2º mais caro do mundo

Antes de iniciar a leitura, retire as crianças da sala. Você não vai querer que elas o vejam ofendendo a mãe dos outros. Lá vai: cada um dos 594 congressistas brasileiros custa ao seu, ao meu, ao nosso bolso a bagatela de US$ 7,4 milhões por ano. É o segundo parlamentar mais caro do planeta. Só perde para o legislador dos EUA, que sai a US$ 9,6 milhões anuais.
 
Esmiuçados em notícia do repórter Paulo Gama, os dados constam de pesquisa realizada pela ONU, em parceria com uma entidade chamada União Interpalamentar. O estudo envolve 110 países. Calma, não azede o seu domingo. Você tem sempre que pensar no lado positivo das coisas. O espelho, por exemplo. Já imaginou que Brasil maravilhoso será o Brasil no dia em que o eleitor enxergar no próprio reflexo a figura de um cúmplice. Repare bem: quando um político inescrupuloso faz do eleitor um idiota, é porque encontrou matéria prima.


Comento.

Numa conta simples. 7,4 milhões de doláres corresponde a R$ 14,5 milhões de reais. Como se trata de valor gasto com cada um dos 594 congressistas brasileiro, a soma total anual é de R$ 8,6 bilhões de reais. Considerando que o mandato parlamentar é de 4 anos, eles consomem cerca de R$ 34,4 bilhões de reais da viúva (nós, os brasileiros decentes que pagamos religiosamente nossos impostos) ao longo do mandato.
 
594 congressistas é muita gente para receber muito e trabalhar muito pouco ou nada. Como a democracia prescinde de um congresso (do povo ou de respeito, diga-se de passagem, não esse que está aí), poderíamos reduzir isso pela metade (e ainda teríamos muita gente) e economizaríamos aproximadamente 17 bilhões de reais em quatro anos.
 
Com este valor disponível ao longo de quatro anos, o que poderia ser feito na educação, saneamento básico, saúde, moradia e segurança?
 
E então, está faltando dinheiro ou vergonha na cara?
 

Nenhum comentário: