sexta-feira, 22 de março de 2013

Razões Por Que a Teoria da Evolução de Darwin Através da Seleção Natural Já Era!

Dr. Enézio E. de Almeida Filho
As recentes descobertas sobre o DNA que estão forçando a revisão drástica da teoria da evolução de Darwin.

São três descobertas dentro de pesquisas científicas relacionadas com o DNA, o código da vida. Essas descobertas estão forçando um reexame radical de ideias previamente aceitas de como se originou a vida e como mudou em complexidade e variedade ao longo do tempo:

1. A descoberta de que todos os genomas em vários organismos diversos mostram que 30 % dos genes não têm uma história evolucionária detectável. Os cientistas nomearam esses genes de Orphan.

2. Pesquisas em epigenética estão revelando que uma grande quantidade de mecanismos moleculares nas células afetam a expressão de genes e podem inibir totalmente sua expressão. Isso pode ser passado para a próxima geração.

3. Análise matemática do DNA parece ter revelado códigos detalhados escondidos dentro da estrutura do DNA. Esses padrões matemáticos não têm nenhuma função biológica concebível, e podem sugerir a evidência de que a origem do DNA foi intencional e planejada.

Enquanto isso a Nomenklatura científica tupiniquim fica escrevendo cartas chorando as pitangas para o presidente da Academia Brasileira de Ciências, ou então assinando manifestos deplorando o avanço da teoria do Design Inteligente no Brasil. Senhores, a falência epistêmica da teoria da evolução de Darwin através da seleção natural e de mecanismos evolucionários é uma questão científica que precisa ser debatida.

Tentar desviar o foco da gravidade paradigmática em biologia evolucionária é querer tapar o Sol das evidências contrárias a Darwin no contexto de justificação teórica com uma peneira furada da retórica do naturalismo/materialismo metodológico que posa como se fosse a própria ciência. Nada mais falso! Isso é desonestidade acadêmica – 171 epistêmico!

Ao debate, Srs., pois Darwin Kaput! Que venga la nueva teoría de evolución - a SÍNTESE EVOLUTIVA AMPLIADA (ou EXTENDIDA) que, pasmem, somente será anunciada em 2020!

Dr. Enézio de Almeida é Mestre em História da Ciência - PUC/SP - Quarta-feira, março 20, 2013. Veja ainda a declaração do autor abaixo:

"Por que sou ‘pós-darwinista’? Porque já fui evolucionista de carteirinha. Hoje, sou cético da teoria macroevolutiva como verdade científica. Contudo, meu ceticismo ao ‘dogma central’ darwinista não é baseado em relatos da criação de textos sagrados. Foi a séria e conflituosa consideração do debate que ocorre intramuros e nas publicações científicas há muitos anos sobre a insuficiência epistêmica da teoria geral da evolução. Eu fui ateu marxista-leninista. Hoje, não tenho mais fé cega no ateísmo. Não creio mais na interpretação literal dos dogmas de Darwin aceitos ‘a priori’ e defendidos ideologicamente com unhas e dentes pela Nomenklatura científica. A Ciência me deu esta convicção. Aprendi na universidade: quando uma teoria científica não é apoiada pelas evidências, ela deve ser revista ou simplesmente descartada. Sou pós-darwinista me antecipando à iminente e eminente ruptura paradigmática em biologia evolutiva. Chegou a hora de dizer adeus a Darwin."

Divulgação.

2 comentários:

Elyson Scafati disse...

Uma vez que as duas questões anteriores são falsas, uma vez que achei bibliografia que confirmo a tal falsidade, apenas a questão 3 me suscitou dúvidas:


[3. Análise matemática do DNA parece ter revelado códigos detalhados escondidos dentro da estrutura do DNA. Esses padrões matemáticos não têm nenhuma função biológica concebível, e podem sugerir a evidência de que a origem do DNA foi intencional e planejada.]


Que análises matemáticas? Os trabalhos de Dembski publicados na literatura do DI?


Me poupe!!!

Ir atrás das bobagens do Lelenézio... francamente!!!!

Eliel Barbosa disse...

O autor do artigo, Dr. Enézio de Almeida, convida os defensores intransigentes da teoria de Darwin para o debate. É uma boa iniciativa, e acho legal que você tenha aceitado. Por esta razão, Elyson, recomendo direcionar suas dúvidas diretamente para ele (basta encaminhar uma mensagem para o próprio, na USP/SP).

No entanto, parece-me que você se situa entre aqueles que rejeitam, "a priori", qualquer informação que venha do DI (Design Inteligente). Em ciência (a pura ciência) é perda de uma excelente oportunidade de amadurecimento no conhecimento dos fatos, afinal, meu caro, a ciência deveria conhecer a verdade a partir dos fatos e não a partir de uma "teoria" tentar prová-la a todo custo e a revelia dos fatos.

Portanto, como ela (a ciência) resolveu "crê" na "Teoria da Evolução" como uma religião, qualquer outra teoria tem o mesmo viés de verdade. Basta crer.

Grato por sua participação.