Pular para o conteúdo principal

Que Tipo de País Você Quer Deixar Para Teus Filhos?

Neste tempo de julgamento dos desvios de conduta de empresários, parlamentares e partidos (Julgamento do Mensalão - Ação Penal 470), é oferecida aos brasileiros a oportunidade de decidir sobre o futuro da nação e em qual ambiente deve viver, ele e seus descendentes.

De tempos em tempos o brasileiro tem esta oportunidade, quando é convocado para, diante da urna de votação, definir àqueles que serão gestores das cidades que os abrigam, administradores dos serviços públicos que lhe são oferecidos e responsáveis pelo tipo de política que se faz.

Apesar de ser um ato de extrema importância para os brasileiros, a maioria deles, influenciados pelo enredo de ficção dos filmes e das novelas, e hipnotizados pelo sucesso ou fracasso do time de futebol do coração, vivem como se não tivessem "nada-a-ver-com-isso."

Com este tipo de comportamento, corroborados pelas falácias dos animadores de plantão, agem como se não fossem cúmplices das mazelas sociais que impera em nossa pátria.

Mas, o Julgamento do Mensalão está aí. É a tentativa de sacudir o Brasil e despertar os brasileiros para o fato de que há atitudes que não podem e não devem ser praticadas à luz da ética e da legalidade. O episódio deste julgamento é motivação para lançarmos fora a máxima imoral de que, no Brasil, os crimes que envolvem banqueiros, grandes empresários e políticos (colarinho branco) não são punidos. É a oportunidade voltarmos a acreditar num país melhor. 

A partir da decisão dos Ministro do Supremo, há outras decisões que devem ser tomadas pelos cidadãos e cidadãs desta nação. Erradicar práticas que se convencionaram "normais" no cotidiano deste povo e que são combustíveis para manutenção da consciência corrupta cultural.

Quem recebe R$ 10,00 (dez reais), para fazer boca-de-urna e decide votar no candidato que lhe deu os dez reais, porque, avalia, foi o único que lhe deu alguma coisa, não está se deixando corromper pelo mesmo sistema corrupto que condena na televisão? Quem insiste em votar naquele candidato que se descobriu envolvido em desvios de conduta não está incentivando-os a permanecerem na prática das mesmas imoralidades?

Colocado diante da urna, solitário, reunido com sua própria consciência, revisando seus valores e enxergando o país que deseja, o eleitor deve tomar sua decisão e seguir. Seguir em paz consigo mesmo, com seus filhos, com os brasileiros e com sua pátria, tendo, agora, a confirmação de que tomou a decisão certa: "a sensação do dever cumprido e a leveza de uma alma em paz."

Vai retornar aos seus afazeres olhando para o horizonte. Não um olhar perdido no nada, mas, o olhar de quem reencontrou o caminho à seguir.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Porteiro, Auxiliar, Diácono, Presbítero, Evangelista, Pastor. E Mais. Missionária, Bispo, Apóstolo. O Que é Tudo Isso?

De repente, somos sobressaltados com a notícia: "Mais algumas dezenas, e até centenas, de novos obreiros para servir no Reino de Deus". A notícia seria boa, se guardasse a essência dos requisitos bíblicos exigidos para novos obreiros e preservassem o propósito divino na separação de novos chamados.
Para que precisamos de porteiros? Óbvio. Para guardar as portas. Porteiro era considerado Levita, desenvolvia, também, a tarefa de arrecadador de ofertas (2 Cr. 31:14) e vigia (Mc. 13:34); Jesus menciona o porteiro como responsável pela guarda da porta do aprisco das ovelhas (Jo. 10:3; ver também Ed. 7:24). É improdutivo, uma igreja de porta única, com uma quantidade exagerada de porteiros para servir.
Para que precisamos de auxiliares? Há pessoas mencionadas na Bíblia como "cooperadores", no entanto, sem evidência de se referir a um cargo. Eram pessoas que haviam prestado algum tipo de auxílio à alguém, em algum momento específico (Fp. 2:25; At. 20:35). Pode ser até o mes…

CEADEB x ADESAL - É feio, muito feio!

Os desdobramentos do litígio entre o presidente da CEADEB e o presidente da ADESAL prossegue revitalizando as feridas causadas pelo rompimento do vínculo de alguns pastores de sua convenção (CEADEB).
No mais recente episódio, uma decisão judicial interlocutória - sem definição de mérito - tomada na ação que a CEADEB move contra a ADESAL, foi entendida como um ato de destituição do pastor Israel Ferreira do comando da Assembleia de Deus em Salvador. Sem querer entrar nas questões técnicas da decisão (deixo isto para os advogados e rábulas), a decisão não dá nada a ninguém, haja vista uma série de “condicionantes” expressos no comando judicial. Na verdade, a decisão da desembargadora é uma espécie de carta do apóstolo Paulo aos Coríntios na versão para os assembleanos baianos: “se entendam!”
Ato seguinte a decisão mencionada, o pastor Valdomiro Pereira distribui um vídeo para os obreiros assembleanos. Nele, informa (ou desinforma) a plateia que o pastor Israel Ferreira foi destituído do…

QUANDO É HORA DE MUDAR DE IGREJA

Igreja, genuinamente falando, é aquele lugar onde se reúne um grupo de seguidores de Cristo com objetivo de adorar a Deus, receber ensinamentos, evangelizar e ajudar uns aos outros (At. 2:40-47). Foi com esta clara missão em mente que o apóstolo Paulo informa-nos que Deus colocou à nossa disposição os dons espirituais, a fim de edificarmos uns aos outros e estarmos aparelhados para proclamação do evangelho. Tiago esclarece outro ponto principal da igreja, dizendo que a verdadeira religião é cuidar das viúvas e dos órfãos nas suas necessidades. Por fim, as características da igreja primitiva que a tornou marcante, referência de igreja bíblica, foi que eles tinham tudo em comum e ninguém sentia falta de nada, eram solidários no partir do pão, desfrutavam da comunhão e comungavam da doutrina dos apóstolos, esta, por sua vez, Cristocêntrica.

No domingo passado fui à igreja com minha família e contei. Numa rua com, aproximadamente, quinhentos (500) metros de comprimento, cerca de treze (13…