quinta-feira, 19 de maio de 2016

E o Tempo Não Pára. Insiste em Dizer: "A Bíblia Tem Razão".

O Clube Atlético Tigre, time da 1ª divisão do futebol argentino, sai na frente dos rivais no campo da tecnologia e lança o ‘Passion Ticket’, um chip para ser implantando embaixo da pele do torcedor que dará acesso às arenas onde o clube estará jogando. Além da entrada nas partidas, o sistema também fornecerá informações sobre o jogo a ser disputado, que normalmente estariam em um ingresso impresso.

A identificação é feita por meio de rádio frequência, portanto, basta o torcedor com o chip implantado aproximar-se dos scanners dispostos nos acessos ao estádio. “Essa nova opção de ticket nos permitirá oferecer uma experiência melhor para nossos fãs, já que eles terão que enfrentar menos filas e menos espera para entrar no estádio, inclusive usufruindo de benefícios exclusivos reservados aos detentores do Passion Ticket”, explica Ezequiel Rocino, secretário geral do Clube Atlético Tigre, e primeira pessoa a experimentar o recurso.

Desenvolvido pela agência de publicidade McCann de Buenos Aires, o Tigre ainda aguarda a aprovação das autoridades médicas locais e da Associação Argentina de Futebol (AFA).

Fonte: Istoe.online

"E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis" (Apocalipse 13:16-18).
Não esqueçamos. O texto de Apocalipse, acima transcrito, trata de "identidade da besta e identificação de quem se associa aos seus negócios". E do que apocalipse fala? Fala da era final da humanidade.

Enquanto a maioria dorme e muitos cristãos vão se ajustando a "modernidade", o mundo segue sua trilha rumo ao "dia da prestação de contas" e a eternidade com Deus ou longe d'Ele.

Todos que vivem, verão.

Nenhum comentário: