Pular para o conteúdo principal

O Cristão e o Mundo do Entretenimento

Entretenimento tem a ver com distração. "Distração é um relaxamento que acomoda." A ideia é fazer com que percamos a tensão ou abandonemos a rigidez necessária para encararmos as lutas da vida e resolvermos nossos problemas reais. O entretenimento é, sempre, um espetáculo sem qualquer importância que preenche teu tempo de tal forma que você fica sem tempo para coisas importantes.


Eis aí a Copa do Mundo no Brasil. Serão, aproximadamente, quarenta e cinco dias em que só pensaremos nisso. E o que é isso?


Futebol é uma brincadeira de criança. Brincadeira saudável que estimula o exercício físico e, por consequência, a saúde física e mental (quando desfrutado por crianças ou "como" crianças). A despeito dos benefícios de quem o pratica, em nosso tempo, o futebol profissional se tornou um grande negócio. Explorado pelos adultos, ele é, por um lado, um forte instrumento de distração, e por outro, um jogo de interesse que visa apenas dinheiro. Nesse sentido, o futebol se tornou um produto cujos donos o expõe como atividade de "grande importância", colocando-o, inclusive, acima dos verdadeiros interesses das nações.


O torneio de futebol chamado "Copa do Mundo" visa, única e exclusivamente, oferecer às pessoas de um determinado país, durante um período determinado, entretenimento fútil que exige como contraprestação dinheiro. O nosso suado dinheiro. Eles oferecem circo e nós lhes damos o dinheiro que deveria ser utilizado, em primeiro lugar, para sustento nosso e de nossas famílias e, sobrando algum, para ajudar o necessitado.


Há, no exemplo citado acima, o quadro claro do objetivo primordial do entretenimento (Mais uma vez: "Entretenimento é distração. Distração é um relaxamento que acomoda"). Empenhamos energia e tempo numa coisa sem importância real, apenas visual e mental, que nos acomoda no que diz respeito às coisas importantes como "desfrutar, efetivamente, daqueles serviços e bens que melhorem nossa vida real".


Agora me digam (como brasileiros): Torcer por uma equipe de futebol, que a CBF explora com o nome de "Brasil", é realmente torcer pelo Brasil real? Todas as vezes que o time de futebol da CBF ganhou esse tipo de torneio a vida real dos brasileiros melhorou?


Quando a propaganda cessa o que vemos? a realidade nua e crua. Todas as vezes em que a equipe de futebol da CBF foi a campeã, uma após outra, eles (jogadores, técnicos, patrocinadores e cartolas da CBF/FIFA) se deram bem e os demais brasileiros permaneceram na miséria, "desfrutando" dos péssimos serviços públicos sem reclamar. Na miséria... porém, felizes (???) por eles terem sidos os campeões.


Agora voltemos nossos pensamentos para o "ser" cristão no mundo do entretenimento.


Dois exemplos bíblicos para encerrar:


1º - O bezerro de ouro no deserto. "E ele os tomou das suas mãos, e trabalhou o ouro com um buril, e fez dele um bezerro de fundição. Então disseram: Este é teu deus, ó Israel, que te tirou da terra do Egito" (Ex. 32:4). Como a fé do povo estava em Moisés e o líder demorava a retornar para a aldeia, eles precisavam de alguma coisa que os distraíssem. "Algo que preenchesse a ausência de Deus". Receberam de bandeja um bezerro de ouro. Vejam que interessante. Eles passaram a adorar um bezerro como um deus que "os devolviam ao ambiente do Egito". Ou seja, o povo de Deus que deveria avançar tendo em memória a "terra que mana leite e mel", estava regredindo pensando na terra de servidão, "a terra dos bezerros de ouro". Se distraíram do que era importante, e se acomodaram no que era fútil e danoso para eles mesmos.


2º - Cristo na festa judaica do tabernáculo. "E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba" (Jo. 7:37). Jesus estava na festa, mas, sua preocupação era com a sede espiritual do povo. Ele não estava "distraído" com a festa. Ao contrário. Estava na festa para fazê-los "cair" na real. Não precisa dizer mais nada.


Em tempos de Copa do Mundo de Futebol, será que não estamos embarcando na canoa furada do entretenimento? Da distração? Vejam só que diferença. Quando nos distraímos, pensamos na Copa do Mundo como "a chance" do time de futebol do Brasil/CBF ser novamente campeão. Quando NÃO estamos entretidos, distraídos, percebemos "a chance" de fazê-los conhecer a verdade do evangelho, a grande chance de salvação, sua única forma de salvação.


Porque o mundo tem interesse em nos distrair?


Isto se aplica a tantas coisas em evidência no meio cristão... Ah, se tivesse espaço e tempo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Porteiro, Auxiliar, Diácono, Presbítero, Evangelista, Pastor. E Mais. Missionária, Bispo, Apóstolo. O Que é Tudo Isso?

De repente, somos sobressaltados com a notícia: "Mais algumas dezenas, e até centenas, de novos obreiros para servir no Reino de Deus". A notícia seria boa, se guardasse a essência dos requisitos bíblicos exigidos para novos obreiros e preservassem o propósito divino na separação de novos chamados.
Para que precisamos de porteiros? Óbvio. Para guardar as portas. Porteiro era considerado Levita, desenvolvia, também, a tarefa de arrecadador de ofertas (2 Cr. 31:14) e vigia (Mc. 13:34); Jesus menciona o porteiro como responsável pela guarda da porta do aprisco das ovelhas (Jo. 10:3; ver também Ed. 7:24). É improdutivo, uma igreja de porta única, com uma quantidade exagerada de porteiros para servir.
Para que precisamos de auxiliares? Há pessoas mencionadas na Bíblia como "cooperadores", no entanto, sem evidência de se referir a um cargo. Eram pessoas que haviam prestado algum tipo de auxílio à alguém, em algum momento específico (Fp. 2:25; At. 20:35). Pode ser até o mes…

CEADEB x ADESAL - É feio, muito feio!

Os desdobramentos do litígio entre o presidente da CEADEB e o presidente da ADESAL prossegue revitalizando as feridas causadas pelo rompimento do vínculo de alguns pastores de sua convenção (CEADEB).
No mais recente episódio, uma decisão judicial interlocutória - sem definição de mérito - tomada na ação que a CEADEB move contra a ADESAL, foi entendida como um ato de destituição do pastor Israel Ferreira do comando da Assembleia de Deus em Salvador. Sem querer entrar nas questões técnicas da decisão (deixo isto para os advogados e rábulas), a decisão não dá nada a ninguém, haja vista uma série de “condicionantes” expressos no comando judicial. Na verdade, a decisão da desembargadora é uma espécie de carta do apóstolo Paulo aos Coríntios na versão para os assembleanos baianos: “se entendam!”
Ato seguinte a decisão mencionada, o pastor Valdomiro Pereira distribui um vídeo para os obreiros assembleanos. Nele, informa (ou desinforma) a plateia que o pastor Israel Ferreira foi destituído do…

QUANDO É HORA DE MUDAR DE IGREJA

Igreja, genuinamente falando, é aquele lugar onde se reúne um grupo de seguidores de Cristo com objetivo de adorar a Deus, receber ensinamentos, evangelizar e ajudar uns aos outros (At. 2:40-47). Foi com esta clara missão em mente que o apóstolo Paulo informa-nos que Deus colocou à nossa disposição os dons espirituais, a fim de edificarmos uns aos outros e estarmos aparelhados para proclamação do evangelho. Tiago esclarece outro ponto principal da igreja, dizendo que a verdadeira religião é cuidar das viúvas e dos órfãos nas suas necessidades. Por fim, as características da igreja primitiva que a tornou marcante, referência de igreja bíblica, foi que eles tinham tudo em comum e ninguém sentia falta de nada, eram solidários no partir do pão, desfrutavam da comunhão e comungavam da doutrina dos apóstolos, esta, por sua vez, Cristocêntrica.

No domingo passado fui à igreja com minha família e contei. Numa rua com, aproximadamente, quinhentos (500) metros de comprimento, cerca de treze (13…