quinta-feira, 2 de março de 2017

Um Bom Exemplo Vindo de São Paulo/SP.

‘Ano que vem pode ser o último carnaval público’, diz Doria
Segundo o prefeito, já existem interessados na compra do sambódromo do Anhembi.

O prefeito de São Paulo, João Doria, afirmou nesta sexta-feira que pretende privatizar o sambódromo do Anhembi até o Carnaval de 2019. Ele disse que já existem interessados na compra do bem municipal, que todos os anos é palco do Carnaval de São Paulo.

Segundo Doria, a venda para a iniciativa privada ampliaria a captação de investimentos para o Anhembi, que além do sambódromo tem um grande espaço para receber eventos. “Ano que vem provavelmente será o último Carnaval público”, disse ele.
Cortes

A gestão Doria cortou neste ano os gastos com comida e bebida à vontade no camarote, como ocorria nos anos anteriores. Diferente das gestões anteriores, agora quem queria consumir tinha que pagar. De acordo com Doria, a prefeitura desembolsou 130.000 reais para custear o camarote neste ano – em 2016, a despesa foi de 2,7 milhões de reais, disse ele.

“O tempo da mordomia acabou”, afirmou o prefeito que ficou das 22h às 2h no camarote sem comer e beber nada. Conhecido por dormir pouco, Doria marcou agenda para este sábado às 9 horas no Grajaú, na Zona Sul de São Paulo.

Fonte: http://veja.abril.com.br/brasil

É disto que se trata, quando pensamos no gestor público. Deve ser idôneo e austero com o bem público. Não coloco minha mão no fogo pelo prefeito de São Paulo, Sr. João Dória, mas, reconhecemos quando uma atitude é a correta.

Há muito tempo que essa farra com dinheiro deveria ter acabado. Vejam a diferença. Em 2016, gasto de R$ 2.700.000,00 (...); Em 2017, R$ 130.000,00 (...). Quem quiser fazer festa que faça e pague com seu próprio dinheiro. No caso do carnaval, já basta o espaço público utilizado.

O exemplo do prefeito de São Paulo deve ser seguido por todos os gestores públicos. Sonhamos.

Nenhum comentário: