quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

TEM VAGA PRA MIM AÍ?

O Pr. Raimundo Campos, em seu blog, www.palavrasquedaovida.blogspot.com/, postou uma mensagem com o título “Há Vagas Para Pastor”. Considerando que estamos em tempo de consagrações por atacado, resolvi me candidatar. É um a mais na contabilidade dos números que precisam ser alcançados para legitimar ou fazer as convenções funcionarem. Fiz uma proposta no blog mencionado e resolvi transcrever abaixo.

“Tem vaga pra mim aí? todavia, só aceito se puder continuar sendo eu mesmo, sem hipocrisia, sem defesa dos dogmas da igreja como doutrina bíblica; sem tapar a minha boca para verdades espirituais para não ofender a "direção"; sem usar a falsa ética cristã para acobertar as formas não tão dignas utilizadas nos bastidores; sem me obrigarem a ficar em palanques, sem quê nem pra quê, apenas como destaque de reunião; sem medo de usar apenas uma camisa social e continuar tendo a mesma unção e respeito; sem ser obrigado a comprovar pagamento de dízimo em carnês de convenção; sem ter medo de retaliação, etc., etc., etc.

Tem vaga pra mim aí? Ser pastor, não um inquisidor; ser um servidor de gente, não ser servido por gente; ter um chamado divino, não um menino; ser um imperfeito, amparando gente imperfeita, apenas como instrumento do oleiro na confecção de novos vasos; Ser um pobre lutando com outros pobres pela riqueza dos céus; e principalmente, pela função que exerce e título que tem, ser imagem de Cristo, não de um fariseu.

Tem vaga pra mim aí?... Acredito que não.”

Nenhum comentário: