sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Briguei Feio Com Jesus

Reproduzo aqui, um texto interessante encaminhado por um leitor identificado como Raoni, na seção "palavra do leitor", no site da Editora Ultimato (www.ultimato.com.br). Vamos a ele.

"Aconteceu num sábado de manhã, numa reunião de consagração da igreja onde freqüento.
Estávamos na 3ª semana da campanha "7 semanas de oração para o favor de Deus em minha vida". De repente, vi uma forte luz e uma voz me chamou para "subir".
Chegando lá "em cima", quem se coloca em minha frente? Ele mesmo: Jesus!
Começamos a conversar, e ele me disse: "É, novamente me amarraram nessa corrente de oração da sua igreja. Oração forte a de vocês, hein! Agora vamos ao que interessa: que tal começarmos pela sua esposa?"
- Minha esposa? Mas eu sou solteiro.
- Por isso mesmo. Quero te indiciar uma varoa das melhores. Ela...
- Não, pára! Que isso? Por que não eu mesmo escolher?
- Mas eu a preparei pra você desde o ventre da mãe dela.
- Jesus, eu posso escolher isso sozinho. Apenas tenha misericórdia de mim e me dê a sabedoria do alto pra eu saber lidar com ela e com minha futura família e amá-los com o amor mais aperfeiçoado possível. É isso que eu te peço. Além do mais, quero conversar muito com qualquer mulher por quem eu me interessar antes de tomar qualquer decisão sobre casamento. Talvez eu me case com a 1ª que eu encontrar, talvez não.
- Tudo bem, tudo bem. Mas e o seu emprego?
- Estou desempregado há quase um ano.
- Então, eu estava pensando em abrir uma porta de emprego pra você nesse concurso que vai acontecer daqui a 1 semana.
- Que isso, Jesus! Tem gente estudando há tanto tempo pra esse concurso e logo eu, que estudei nada, vou passar?
- É que você é filho do rei, a menina dos meus olhos(não me leve a mal), herdeiro da promessa, você é...
- E daí? Jesus, muito obrigado pela capacidade de raciocínio que eu tenho! Vou usá-la pra passar nesse concurso e, se não der, tento outro... Só não acho justo eu passar sem ter ao menos estudado enquanto tantas pessoas merecem essa vaga pelo esforço que têm feito.
- Então tá - Jesus já estava sem saber o que fazer - mas você vai adorar saber a profissão que tenho em mente pra você! É assim...
- E agora essa? Ah, já chega! Eu agradeço pelas habilidades que tenho, e vou usá-las pra saber qual emprego escolher. Aliás, aqui no Brasil, fazer o que se gosta e ganhar dinheiro ao mesmo tempo, logo de cara, é bem complicado. Se eu escolher errado, tenho o resto da vida pra mudar.
- Então me responda uma coisa: por quais motivos você veio nessa campanha de oração?
- Sabe o que é? - fiquei meio encabulado - Sinto um peso na consciência se não vier. Parece que vou perder a benção. Sabe, Jesus...
- Calma aí! Por que você me chama de Jesus o tempo todo?
- Ué! - entendi nada - Você não é Jesus?
- Hahahahaha... Que Jesus o quê, rapaz! Só sou o deus dessa igreja que você vai.
- Ah, tá..."

Nenhum comentário: