Pular para o conteúdo principal

SERGIO CABRAL, SUA EX-NAMORADINHA, SEU ABORTO E SEU JOGO

Noticia o Globo: “Depois do aborto, Cabral defende jogo livre no país”, repercutindo as entrevistas concedidas pelo governador do Rio de Janeiro, Sr. Sérgio Cabral, que desatarraxou a boca para dar ênfase à liberação do aborto e da jogatina.

Chamam a atenção às palavras que utilizou para justificar uma e outra coisa. Na primeira, a liberação do aborto, para reforçar sua falta de argumento, usou o reforço: “Quem aqui não teve uma namoradinha que precisou abortar?”. Posso responder ao governador. Milhares de homens sérios que habitam neste país. Gente que tem mãe, irmãs, sobrinhas, esposa e filhas, e sabe muito bem dar valor a vida humana, tanto da mulher como da criança.

Na segunda, o cassino Brasil, diz que a jogatina gerará recursos e os problemas que aparecerem, no que diz respeito a lavagem de dinheiro do crime organizado, basta fiscalização por parte do estado. Aproveitando o momento natalino, como diz no imaginário popular o bom velhinho: “Ôh, Ôh, Ôh”.

O jogo no Brasil já existe. Quem quer apostar tem uma enorme quantidade de jogos à disposição: loto, sena, mega-sena, quina, federal, e por aí vai. Além disto, os políticos defensores da legalização da jogatina esquece que o benefício da ilegalidade vem da própria ilegalidade. Daí, legalizando não resolve o problema, pois, vai surgir outras modalidades que serão oferecidas e gerarão dividendos pela sua ilegalidade. Mas o governador, com a rejeição do projeto na câmara federal, diz ser uma perda de recursos, advindo dos impostos a serem cobrados, que seriam utilizados pelo estado para o bem da sociedade.

Esta história de mais recursos para o estado utilizar em benefício da sociedade é balela. Recursos têm mais que o suficiente. No Brasil, o que não falta é dinheiro para comprar avião, viajar o mundo, fazer carnaval, olimpíadas, copa do mundo; Não falta dinheiro para manter uma obra que deveria durar um ano, por mais três, quatro, se beneficiando de aditivos contratuais que demandam mais recursos; Não falta dinheiro para sustentar e alimentar a ânsia desta quantidade enorme de vereadores, deputados, prefeitos, governadores, senadores e ministros, além de uma série de outras regalias vigentes neste país.

O que há é falta de lisura no trato com a coisa pública. Falta combate efetivo a corrupção que sangra os recursos que deveriam ser destinados a segurança, a saúde, a educação, a habitação, ao saneamento básico. E vem o governador falando em “fiscalização”. “Me façam uma garapa”.

Em dado momento da entrevista, ele ainda se acha no direito de chamar a atenção: “Chega de demagogia, chega de hipocrisia, é isso que me deixa impressionado". O que me deixa impressionado, Sr. Sérgio, são as pessoas que parecem não ter nascido de uma mulher, e por esta razão, parece que não têm ou nunca tiveram mãe. Dão a impressão que foram, em um dado momento, vomitado por algum germe surgido de uma matéria em estado de putrefação.

Na sua visão tacanha, o governador mede a sociedade brasileira por ele, e pelo que se viu e ouviu, a unidade métrica utilizada está completamente empenada. Em sua verborréia, enxerga hipocrisia na sociedade brasileira, imaginando que é contra-senso não admitirmos que seu comportamento individual seja o comportamento coletivo. Alguém precisa dizer à ele que o Brasil não é feito de 190.000.000 de Sérgios Cabrais. Graças a Deus.

O Sr. Sérgio Cabral deve sair da frente do espelho, tornar a cabeça ao travesseiro e ponderar sobre suas irresponsáveis declarações. Queira Deus, assim, ele pode conhecer melhor os brasileiros e mudar de vida, pois, se a sua ex-namoradinha teve de abortar, é porque não encontrou como parceiro um homem prudente que assumisse suas responsabilidades e a amasse e respeitasse como deveria.

Espertamente, ele só falou agora, cerca de dois meses após as eleições. Sabe que o povo brasileiro, de tão acostumado com a insanidade de políticos como ele, esquece fácil essas coisas. Até as próximas eleições, têm muitos carnavais, campeonatos brasileiros de futebol e copa do mundo aqui no Brasil. Isto é o que interessa, o resto é resto. Só que é este resto que arrebenta com a nossa vida e família.

Fica um desafio para o povo carioca, não esquecer e dar a resposta no próximo pleito eleitoral, banindo gente como ele da condição de representante de um povo digno, honesto, trabalhador e decente que é o povo brasileiro.

Comentários

Arnaldo Ribeiro disse…
JESUS CRISTO LIVRA A FAMILIA TERRENA DO MAL DO ABORTO COM O PODER DA FÉ: (ES.57.2) - (LE.6.1) – Há um mal que vi debaixo do sol, e que pesa sobre os homens: (DT.13.11) – E todo o Israel ouvirá e temerá, e não se tornará a praticar maldade como esta no meio de ti; (JR.15.5) – pois quem compadeceria de ti, ó Jerusalém? (LE.5.18) – Eis o que eu vi: (EC.25.26) – Toda a malicia é leve em comparação da malicia da mulher, sobre ela caia a sorte dos pecadores: (ÊX.23.31) – Ora, o povo cometeu grande pecado, fazendo para si deuses de ouro: (SL.57.2) – Clamarei ao Deus Altíssimo, ao Deus que por mim tudo executa: (LM.2.20) – Vê, Senhor, e considera a quem fizeste assim! Hão de as mulheres comer o fruto do seu carinho? Ou se matará no santuário do Senhor, o sacerdote e o profeta? (JÓ.10.18) porque, pois, me tiraste da madre? Ah! Se eu morresse antes que olhos nenhuns me vissem; (JÓ.81.16) – ou, como um aborto oculto, eu não existi ria, como crianças que nunca viram a luz:(JÓ.5.4)–Os seus filhos estão longe do socorro, são espezinhados as portas e não há quem os livre: (LE.8.11) – Visto como não se executa logo a sentença sobre a má obra, o coração dos filhos dos homens está inteiramente disposto a praticar o mal: (HC.2.2) – O Senhor me respondeu e disse: (IS.7.7.) – Isto não subsistirá nem tampouco acontecerá: (ÊX.23.26) – Na tua terra não haverá mulher que aborte, completarei o numero dos teus dias; (1CO.15.45) – pois assim está escrito:(AR.916.64)

(Na pagina 156 da Bibliogênese: São 973 letras e 56 sinais que revelam isto):

Eu sou o Espírito do Senhor Deus, do vosso Pai Eterno, que testei as almas dos filhos de Adão e Eva na minha Lei, e que hoje diz a verdade aos Homens e as Mulheres, na ação de um Santo Profeta que crê, ama, luta e tem falado por mim: Escutai, entendei, amai e lutai; pois haverá bom futuro no Homem que se faz filho do amor, e que se levanta como esse Ser Espiritual iluminado, como o Cristo: Agora existe outro Cristo com o poder do seu Deus, e não haverá mais a malicia do diabo, nem o abominável mal do aborto; porque aqui o Filho do Homem decreta e promulga esta sentença na Santa Lei de Deus: Quem praticar o aborto na obra da criação, cometerá uma loucura e um pecado imperdoável, pois o aborto provocado será considerado como crime de morte na terra do futuro povo Cristão: Então, tanto os homens como as mulheres já passaram a ser pecadores conscientes à luz do saber de Israel, e também não poderão escapar da mão do Senhor, como execu-tores desse crime: Testemunhai que Cristo veio ensinar aos Cristãos como executar as nossas leis e estatutos, e a espiritualizar as almas das crianças, ao ler à si: O Senhor Deus provou aos Homens e às Mulheres que eu existo como o Cristo? E seguireis o nosso Espírito que não mor-rerá? (IL.973.56)

Postagens mais visitadas deste blog

Porteiro, Auxiliar, Diácono, Presbítero, Evangelista, Pastor. E Mais. Missionária, Bispo, Apóstolo. O Que é Tudo Isso?

De repente, somos sobressaltados com a notícia: "Mais algumas dezenas, e até centenas, de novos obreiros para servir no Reino de Deus". A notícia seria boa, se guardasse a essência dos requisitos bíblicos exigidos para novos obreiros e preservassem o propósito divino na separação de novos chamados.
Para que precisamos de porteiros? Óbvio. Para guardar as portas. Porteiro era considerado Levita, desenvolvia, também, a tarefa de arrecadador de ofertas (2 Cr. 31:14) e vigia (Mc. 13:34); Jesus menciona o porteiro como responsável pela guarda da porta do aprisco das ovelhas (Jo. 10:3; ver também Ed. 7:24). É improdutivo, uma igreja de porta única, com uma quantidade exagerada de porteiros para servir.
Para que precisamos de auxiliares? Há pessoas mencionadas na Bíblia como "cooperadores", no entanto, sem evidência de se referir a um cargo. Eram pessoas que haviam prestado algum tipo de auxílio à alguém, em algum momento específico (Fp. 2:25; At. 20:35). Pode ser até o mes…

Cristo Está Morto! ...de Vergonha.

As Assembleias de Deus na Bahia foi construída sobre os ombros de homens e mulheres altruístas e dedicados que seguiam os conselhos bíblicos com a radicalidade exigida de quem, verdadeiramente, se converteu a Cristo. Foi desta forma que ela cresceu, se consolidou e tornou-se referência de conduta cristã e legítima representante do movimento pentecostal. Seu povo, ordeiro, decente e piedoso, nutria profundo respeito da população por serem responsáveis, honestos, humildes e fiéis.
Mas o crescimento trouxe consigo o desassossego de uma estrutura cada vez maior para suportar um organismo em expansão. A quantidade cada vez maior de congregações exigia mais esforços de sua liderança, pois, com uma administração centralizada, a mobilidade e os recursos passam a ser compartilhados para sustentar a própria estrutura administrativa. É essa estrutura administrativa que, no afã de conceder segurança futura aos seus ministros, fundam uma associação de pastores, conhecida como Convenção.
Órgão com ab…

CEADEB x ADESAL - É feio, muito feio!

Os desdobramentos do litígio entre o presidente da CEADEB e o presidente da ADESAL prossegue revitalizando as feridas causadas pelo rompimento do vínculo de alguns pastores de sua convenção (CEADEB).
No mais recente episódio, uma decisão judicial interlocutória - sem definição de mérito - tomada na ação que a CEADEB move contra a ADESAL, foi entendida como um ato de destituição do pastor Israel Ferreira do comando da Assembleia de Deus em Salvador. Sem querer entrar nas questões técnicas da decisão (deixo isto para os advogados e rábulas), a decisão não dá nada a ninguém, haja vista uma série de “condicionantes” expressos no comando judicial. Na verdade, a decisão da desembargadora é uma espécie de carta do apóstolo Paulo aos Coríntios na versão para os assembleanos baianos: “se entendam!”
Ato seguinte a decisão mencionada, o pastor Valdomiro Pereira distribui um vídeo para os obreiros assembleanos. Nele, informa (ou desinforma) a plateia que o pastor Israel Ferreira foi destituído do…