sábado, 25 de maio de 2013

Caso Pr. Marcos Pereira x Afroreggae - Nada Podemos Contra a Verdade - Parte 2

E a ação contra o Pr. Marcos Pereira prossegue. Ouçam o vídeo.


Considerando que a voz masculina seja do Pr. Marcos Pereira e que a gravação não tenha sido manipulada, temos uma prova da atitude inconveniente, imoral e pecaminosa do referido pastor. No entanto, não prova o crime de estupro, pelo contrário, prova uma possível relação consensual (considerando que uma ou as duas mulheres registradas na gravação sejam acusadoras do pastor).

O que me chama a atenção é o silêncio do acusado. Ou ele não falou nada até agora, ou não querem divulgar o que ele falou. O que se vê no youtube são gravações da esposa do acusado, do filho e de outras pessoas que atestam a inocência do Marcos Pereira e o envolvimento do grupo afroreggae no fomento das acusações.

Este caso ainda está muito nebuloso e seria precipitado chegarmos a alguma conclusão em termos de culpabilidade ou não. A gravação acima é muito forte e depõe contra o Pr. Marcos no que diz respeito a sua conduta moral e espiritual, porém, como dito acima, não prova existência de crime. O teor da gravação lhe tira a condição moral e espiritual para ser pastor, mas, não o torna um criminoso.

Já restou mais do que provado que a imprensa brasileira não é confiável (há raríssimas exceções), principalmente em relação ao segmento cristão. Costuma emendar notícias fajutas, valorizando-as com o objetivo de atacar o segmento cristão e seus valores. Neste caso específico, a imprensa nacional não divulgou os videos da esposa, da família que supostamente teria sido agredida e o inocenta, nem o envolvimento do grupo afroreggae na manipulação e indução de provas.

A despeito da ação tendenciosa da mídia, é preciso esperar a conclusão da análise dos órgãos investigativos, que deve realizá-lo com todo o cuidado que o caso requer. A partir daí, e após sentença judicial, podemos chegar com convicção a verdade dos fatos.

Se o Pr. Marcos Pereira for inocente, já será tarde demais. A imprensa já cuidou de destruí-lo perante a sociedade. Se for culpado, que pague como qualquer brasileiro as penas da lei.

E assim a vida segue... firmes na verdade imbatível.

Nenhum comentário: