Pular para o conteúdo principal

Psicoterapeuta Alerta Acerca de Epidemia de Mães Que Trabalham Fora Produzindo Filhos Mentalmente Doentes

Por Júlio Severo (http://juliosevero.blogspot.com.br)

Uma importante psicoterapeuta da cidade de Nova Iorque nos últimos 25 anos está alertando que mães que voltam a trabalhar muito cedo, depois de ter bebês, estão prejudicando a saúde mental de seus filhos.

Num vídeo para o jornal New York Post, Erica Komisar revelou como ela está vendo um “nível epidêmico de doenças mentais em crianças muito novas,” que ela atribui à “desvalorização do papel das mães na sociedade.”
A autora do livro “Tendo Presença: Por que Priorizar o Papel de Mãe nos Primeiros Três Anos É Importante” explicou que os bebês experimentam uma grande atividade de cortisol e muito estresse quando estão longe de suas mães.
Ela argumentou que quando as mães que trabalham fora voltam do trabalho de noite elas passam só 90 minutos com seus bebês antes de os colocarem para dormir — e então veem que eles não conseguem dormir durante a noite porque estão famintos pela atenção de suas mães.
“Nossa sociedade instrui as mães a voltar ao trabalho, a fazer o que quiserem, que estará tudo bem com seus bebês,” ela explicou. “Mas não está tudo bem os bebês.”
“Estou vendo isso no meu consultório, onde oriento pais. Estou realmente vendo um nível epidêmico de doenças mentais em crianças muito novas que estão sendo diagnosticadas e medicadas numa idade cada vez mais precoce.”
“Comecei a examinar pesquisas que apoiavam o que eu estava vendo em meu consultório: a ausência das mães numa base diária nas vidas das crianças estava impactando a saúde mental delas.”
Fazendo referência às pesquisas que têm sido feitas desde a década de 1960, ela disse que a única coisa que reduz o estresse nos bebês é quando as mães voltam do trabalho.
“Eu ainda digo que a creche é minha opção menos favorita,” ela disse. “Você está levando um bebê muito novo e o expondo a muito estímulo e muito medo.”
“Quando você tira o bebê de seu ambiente familiar e o coloca num grupo com muito estímulo e muitas pessoas que não são o ambiente natural dele.”
“Quando damos às mães a opção de ficarem em casa nos primeiros três anos aumentamos a segurança emocional e reduzimos as doenças mentais.”
“Em nível de sociedade precisamos reconhecer que o trabalho das mães em casa é trabalho valioso. Frisamos sucesso material e realização profissional, mas não existe nenhum trabalho mais valioso ou mais importante.”
Ainda que haja elevada valorização do trabalho das mães no movimento de educação escolar em casa, a voz de Erica Komisar, que é uma psicoterapeuta de fora do movimento de educação escolar em casa, reforça o valor da presença das mães nas vidas de seus filhos em sua primeira infância. Ela é uma voz do mundo secular confirmando os mesmos avisos que líderes cristãos de educação em casa como Mary Pride têm dado há décadas.
Com informações do DailyMail:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Porteiro, Auxiliar, Diácono, Presbítero, Evangelista, Pastor. E Mais. Missionária, Bispo, Apóstolo. O Que é Tudo Isso?

De repente, somos sobressaltados com a notícia: "Mais algumas dezenas, e até centenas, de novos obreiros para servir no Reino de Deus". A notícia seria boa, se guardasse a essência dos requisitos bíblicos exigidos para novos obreiros e preservassem o propósito divino na separação de novos chamados.
Para que precisamos de porteiros? Óbvio. Para guardar as portas. Porteiro era considerado Levita, desenvolvia, também, a tarefa de arrecadador de ofertas (2 Cr. 31:14) e vigia (Mc. 13:34); Jesus menciona o porteiro como responsável pela guarda da porta do aprisco das ovelhas (Jo. 10:3; ver também Ed. 7:24). É improdutivo, uma igreja de porta única, com uma quantidade exagerada de porteiros para servir.
Para que precisamos de auxiliares? Há pessoas mencionadas na Bíblia como "cooperadores", no entanto, sem evidência de se referir a um cargo. Eram pessoas que haviam prestado algum tipo de auxílio à alguém, em algum momento específico (Fp. 2:25; At. 20:35). Pode ser até o mes…

CEADEB x ADESAL - É feio, muito feio!

Os desdobramentos do litígio entre o presidente da CEADEB e o presidente da ADESAL prossegue revitalizando as feridas causadas pelo rompimento do vínculo de alguns pastores de sua convenção (CEADEB).
No mais recente episódio, uma decisão judicial interlocutória - sem definição de mérito - tomada na ação que a CEADEB move contra a ADESAL, foi entendida como um ato de destituição do pastor Israel Ferreira do comando da Assembleia de Deus em Salvador. Sem querer entrar nas questões técnicas da decisão (deixo isto para os advogados e rábulas), a decisão não dá nada a ninguém, haja vista uma série de “condicionantes” expressos no comando judicial. Na verdade, a decisão da desembargadora é uma espécie de carta do apóstolo Paulo aos Coríntios na versão para os assembleanos baianos: “se entendam!”
Ato seguinte a decisão mencionada, o pastor Valdomiro Pereira distribui um vídeo para os obreiros assembleanos. Nele, informa (ou desinforma) a plateia que o pastor Israel Ferreira foi destituído do…

QUANDO É HORA DE MUDAR DE IGREJA

Igreja, genuinamente falando, é aquele lugar onde se reúne um grupo de seguidores de Cristo com objetivo de adorar a Deus, receber ensinamentos, evangelizar e ajudar uns aos outros (At. 2:40-47). Foi com esta clara missão em mente que o apóstolo Paulo informa-nos que Deus colocou à nossa disposição os dons espirituais, a fim de edificarmos uns aos outros e estarmos aparelhados para proclamação do evangelho. Tiago esclarece outro ponto principal da igreja, dizendo que a verdadeira religião é cuidar das viúvas e dos órfãos nas suas necessidades. Por fim, as características da igreja primitiva que a tornou marcante, referência de igreja bíblica, foi que eles tinham tudo em comum e ninguém sentia falta de nada, eram solidários no partir do pão, desfrutavam da comunhão e comungavam da doutrina dos apóstolos, esta, por sua vez, Cristocêntrica.

No domingo passado fui à igreja com minha família e contei. Numa rua com, aproximadamente, quinhentos (500) metros de comprimento, cerca de treze (13…