sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Ter ou Não Ter Arma de Fogo?

No caso do assassinato da jornalista e do operador de câmera, numa entrevista ao vivo, realizado por uma rede de televisão dos Estados Unidos, os oportunistas aproveitam para, evitando um estudo mais aprofundado da ação e dos problemas envolvidos, discutir a questão da facilidade de acesso a arma de fogo naquele país.

Acreditam que este terrível fato aconteceu porque é fácil, para um cidadão norte-americano, comprar e portar uma arma de fogo. A ideia é reforçar o alegado acerto na proibição da comercialização de armas de fogo aqui no Brasil.

Agora pense:

Lá nos Estados Unidos, em um ano, aproximadamente *15.241 pessoas foram assassinadas, enquanto que, aqui no Brasil, mais de 60.000 pessoas perdem a vida, por ano. População norte-americana, 319 milhões de pessoas (2014); população brasileira, 204 milhões de pessoas (2015).

É isto mesmo.

Nos Estados Unidos, com uma população maior, e onde todo e qualquer cidadão pode ter uma arma, 15.241 pessoas foram mortas, em um ano, em todo o país.

Aqui no Brasil, com uma população menor, e onde não podemos ter arma nem para defesa de nossa casa, mais de 60.000 pessoas morrem todos os anos.

Nos EUA a taxa de óbitos por arma de fogo é de 3,2 por 100 mil habitantes, no mesmo ano (2010), os brasileiros contavam 19,3 mortos por 100 mil.

Sou contra a violência e, por esta razão, tudo que contribua para seu aumento, inclino-me a ser contra. No entanto, não sou radical a ponto de não entender que quando o Estado não consegue te proteger, você precisa ter as ferramentas necessárias para sua auto-defesa.

Se um homem mau bate na porta de minha casa e tenta usar de violência contra minha esposa e filhas devo aceitar passivamente que elas sejam agredidas e humilhadas? Claro que não. "Se o pai de família soubesse a que hora viria o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa" (Jesus Cristo em Mt. 24). Usarei toda força, inteligência e armas disponíveis para proteger a minha casa e minhas mulheres. É o meu papel e minha responsabilidade.

É só para pensar e deixar de sermos idiotas úteis nas mãos de gente sem escrúpulos, tendenciosos e debilóides.



*http://lista10.org/diversos/os-10-paises-com-os-maiores-numeros-de-pessoas-assassinadas/

Nenhum comentário: