FATOS OU NARRATIVAS

A boa reportagem informa a partir dos fatos, ou seja, diante de um acontecimento "real", não imaginário, as redes noticiosas concedem a sociedade a oportunidade de conhecer o mundo em que vive e extrair as lições que possam ajudá-la na luta por uma vida melhor.

De uns tempos para cá, mais especificamente, depois da "esquerdização" dos meios de formação acadêmica, as universidades, faculdades e afins, invés de fornecerem ao país profissionais de mídia capacitados para cumprir sua missão, jogaram sobre nós uma enxurrada de militantes inescrupulosos que, a despeito dos fatos, se preocupam em criar e manter uma narrativa esquisita de uma realidade que só existe em seus cérebros deformados.

Esta é a razão de encontrarmos fatos sendo noticiados utilizando expressões como "fulano pensou em..." (como ele sabe o que fulano "pensou?"), "o governo pode fazer..." (pode fazer ou não), "saldo do FGTS pode ter correção de..." (como também não pode ter correção nenhuma), "saiba quem pode perder a 3ª parcela do..." (pode é diferente de "vai"), "detectado um novo vírus que "pode" se tornar uma nova pandemia..." e, dessa forma, seguem expondo sua própria incapacidade e incompetência no serviço jornalístico.

Muitos desses fazem um jornalismo doentio e maligno, realizando como maior obra, não informar a sociedade, como deveriam, mas, promover o horror, criar um ambiente de terror e suscitar no tecido social o desenvolvimento de depressão, irritabilidades, desesperanças e, finalmente, suicidas.

Desde o surgimento deste vírus chinês que a forma de noticiar os fatos foram equivocadas, exageradas e inflamadas por narrativas tendenciosas. A informação útil e equilibrada contribuiria para a adoção sensata de melhores decisões governamentais, mas, infelizmente, não se pode contar com militantes travestidos de "profissionais da imprensa brasileira".

Como única solução, nestes tempos de narrativas obscuras e inescrupulosas, só podemos aconselhar DESLIGUE-SE DO NOTICIÁRIO TELEVISIVO, PRINCIPALMENTE DA REDE GLOBO, ANTES QUE ELES TE DESLIGUEM DO MUNDO REAL, e te  deixe perdido.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Porteiro, Auxiliar, Diácono, Presbítero, Evangelista, Pastor. E Mais. Missionária, Bispo, Apóstolo. O Que é Tudo Isso?

Quatro Pilares Para Uma Família Feliz

QUANDO É HORA DE MUDAR DE IGREJA