Pular para o conteúdo principal

TRF4 Confirma: Ex-presidente Lula é Corrupto.

Ex-presidente Lula Tem Sua Condenação Confirmada Por Corrupção e Lavagem de Dinheiro

O TRF4 confirmou, nesta quarta-feira (24.01.2018), a sentença condenatória do MM Juiz Sérgio Moro aplicada ao ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva pelos crimes cometidos de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. No quesito dosimetria da pena, o Tribunal elevou o tempo de prisão aplicada pelo Juiz Sérgio Moro de 9 anos e 6 meses para 12 anos e 1 mês. Portanto, o ex-presidente Lula é um cidadão que escolheu desenrolar sua vida pública a margem da Lei, o que o leva a condição de marginal condenado em duas instâncias pela justiça brasileira.

Ignorando as provas contidas nos autos do processo, os seguidores do ex-presidente insiste no discurso de vítima de um golpe protagonizado pelo Ministério Público, Polícia Federal, Empreiteiros e a justiça brasileira. O choro é livre, principalmente, para aqueles que, desejando proteger seu bandido de estimação, não desejam um país livre e honesto. O fato é que a justiça brasileira entendeu, via provas documentais, testemunhais e circunstanciais, que o ex-presidente Lula se corrompeu e, por este fato, se tornou um criminoso merecedor da repreensão estatal.

É preciso, finalmente, ponderar que não há qualquer razão para aceitar que um grupo de pessoas (MP,  Polícia Federal, Juízes, Desembargadores), muitos deles indicados e empossados nos cargos que ocupam por iniciativa do próprio e sua sucessora, decidiram se voltar contra o ex-presidente por alguma motivação política ou financeira. O contrário é o mais lógico. O conjunto de provas é tão robusta e relevante que, "forçosamente", à estes agentes do Estado Brasileiro não restou outra atitude senão agirem dentro das regras do estado democrático do direito nesta ação condenatória do ex-presidente Lula.

O Brasil decente espera um novo tempo para nossa nação. Um tempo em que, qualquer criminoso seja tratado como tal perante as Leis, respeitando-se o devido processo legal e todas as suas garantias. O Brasil decente não admite cidadãos separados por classes, exige que "todos" se comportem com respeito as Leis e suas instituições democráticas, e, caso haja recusa no cumprimento dessas leis, principalmente por parte de poderosos, que nossas Leis os alcance esteja onde eles estiverem e os puna.

Ainda há um longo caminho, mas, com esta ação envolvendo a condenação de um ex-presidente corrupto (Luís Inácio Lula da Silva), o Brasil respira um pouco melhor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Porteiro, Auxiliar, Diácono, Presbítero, Evangelista, Pastor. E Mais. Missionária, Bispo, Apóstolo. O Que é Tudo Isso?

De repente, somos sobressaltados com a notícia: "Mais algumas dezenas, e até centenas, de novos obreiros para servir no Reino de Deus". A notícia seria boa, se guardasse a essência dos requisitos bíblicos exigidos para novos obreiros e preservassem o propósito divino na separação de novos chamados.
Para que precisamos de porteiros? Óbvio. Para guardar as portas. Porteiro era considerado Levita, desenvolvia, também, a tarefa de arrecadador de ofertas (2 Cr. 31:14) e vigia (Mc. 13:34); Jesus menciona o porteiro como responsável pela guarda da porta do aprisco das ovelhas (Jo. 10:3; ver também Ed. 7:24). É improdutivo, uma igreja de porta única, com uma quantidade exagerada de porteiros para servir.
Para que precisamos de auxiliares? Há pessoas mencionadas na Bíblia como "cooperadores", no entanto, sem evidência de se referir a um cargo. Eram pessoas que haviam prestado algum tipo de auxílio à alguém, em algum momento específico (Fp. 2:25; At. 20:35). Pode ser até o mes…

Cristo Está Morto! ...de Vergonha.

As Assembleias de Deus na Bahia foi construída sobre os ombros de homens e mulheres altruístas e dedicados que seguiam os conselhos bíblicos com a radicalidade exigida de quem, verdadeiramente, se converteu a Cristo. Foi desta forma que ela cresceu, se consolidou e tornou-se referência de conduta cristã e legítima representante do movimento pentecostal. Seu povo, ordeiro, decente e piedoso, nutria profundo respeito da população por serem responsáveis, honestos, humildes e fiéis.
Mas o crescimento trouxe consigo o desassossego de uma estrutura cada vez maior para suportar um organismo em expansão. A quantidade cada vez maior de congregações exigia mais esforços de sua liderança, pois, com uma administração centralizada, a mobilidade e os recursos passam a ser compartilhados para sustentar a própria estrutura administrativa. É essa estrutura administrativa que, no afã de conceder segurança futura aos seus ministros, fundam uma associação de pastores, conhecida como Convenção.
Órgão com ab…

CEADEB x ADESAL - É feio, muito feio!

Os desdobramentos do litígio entre o presidente da CEADEB e o presidente da ADESAL prossegue revitalizando as feridas causadas pelo rompimento do vínculo de alguns pastores de sua convenção (CEADEB).
No mais recente episódio, uma decisão judicial interlocutória - sem definição de mérito - tomada na ação que a CEADEB move contra a ADESAL, foi entendida como um ato de destituição do pastor Israel Ferreira do comando da Assembleia de Deus em Salvador. Sem querer entrar nas questões técnicas da decisão (deixo isto para os advogados e rábulas), a decisão não dá nada a ninguém, haja vista uma série de “condicionantes” expressos no comando judicial. Na verdade, a decisão da desembargadora é uma espécie de carta do apóstolo Paulo aos Coríntios na versão para os assembleanos baianos: “se entendam!”
Ato seguinte a decisão mencionada, o pastor Valdomiro Pereira distribui um vídeo para os obreiros assembleanos. Nele, informa (ou desinforma) a plateia que o pastor Israel Ferreira foi destituído do…