sábado, 15 de novembro de 2014

Casados por 73 anos, mulher e marido morrem com 28 horas de diferença

Helen e Joe Auer
Por Isabela Carrera
Fonte: Revista Época - 23.10.14

Esta história vai encantar as almas mais românticas. O casal americano Helen e Joe Auer permaneceu casado por mais de sete décadas até esta semana, quando a mulher morreu aos 94 anos na cadeira de sua casa em Ohio. Joe, aos 100, também se foi, apenas 28 horas depois.
 
Seus nove filhos, o mais velho com 72 anos, não se mostraram surpresos pelo impacto que a perda da parceira teve sobre Joe. Segundo eles, ninguém acreditava que o patriarca aguentaria dormir mais de uma noite sem ela. “Colocar minha mãe em uma casa de repouso não era uma opção. Ele cuidaria dela até o final – e cuidou. Se alguém estiver para se casar, deve se espelhar nos meus pais”, afirmou Jerry, um dos irmãos. Segundo os parentes, ao site Cincinnati.com, ao se despedir da mulher com um beijo, Joe sussurrou “chame-me para casa”.
 
A trajetória de Helen e Joe é permeada por romance e dificuldades. O casal uniu-se em matrimônio no ano de 1941, quando a Segunda Guerra Mundial estava iminente. Eles tiveram seu primeiro filho e, durante a segunda gravidez de Helen, Joe foi enviado pelo Exército americano para a guerra na Europa. Enquanto servia na França, ele recebeu uma fotografia da amada ao lado das duas crianças – esta foi a primeira vez que o marido viu a mais nova. Ele guardou a imagem dentro da carteira, onde permaneceu até sua morte.
 
Auer conseguiu escapar a salvo da Batalha da Normandia e retornar aos Estados Unidos, onde eles seguiram a vida e passaram por problemas financeiros. Joe começou a trabalhar como gravador e Helen a ajudar na cafeteria de uma escola local.
 
Além dos nove filhos, o casal também deixou 16 netos, 29 bisnetos e um tataraneto. “Eles viveram uma vida abençoada”, disse Mary, filha que se aposentou para ajudar a mãe com artrite e o pai a realizar tarefas domésticas como preparar refeições e lavar roupa. O enterro foi realizado na quarta-feira.

Nenhum comentário: