Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2020

Tomara Que A Gente Aprenda... Tomara.

Imagem
A geração atual nunca tinha enfrentado uma pandemia. A disseminação de um vírus causou uma espécie de "freio de arrumação" na sociedade mundial. De repente, fomos obrigados a interromper todos os projetos e sonhos, e voltar nossa atenção, de maneira exclusiva, para o cuidado com a nossa vida e família. Entrou em ação o nosso "instinto de sobrevivência". Paralelamente, esta quarentena forçada nos impôs lições, e será de ótima valia se aprendermos com ela. Muito se fala que a humanidade após a pandemia será outra. Tomara... tomara que aprendamos o que é bom, porque esta situação também revelou sentimentos e práticas ruins. Torço que os sentimentos e práticas ruins sejam vistas e aprendidas pelo seu lado contrário, ou seja, que estes maus exemplos sejam para aprendermos o que não se deve fazer ou sentir. Então, tomara... Tomara que a gente aprenda que os nossos governantes não sabem o que fazer, porque passam a maior parte do seu tempo brincando de ser i

Até Quando Precisamos de Tutores?

Imagem
Tutor é aquele indivíduo que foi legalmente incumbido assumir a vida de um outro, com o encargo de amparar, proteger e defender sua pessoa e seus bens. O tutor assume os direitos e deveres do tutelado, até que este tenha a capacidade de gerir sua própria existência. Durante este período, a pessoa tutelada perde a administração sobre si mesmo, vivendo uma relação de inteira dependência do tutor. Os pais são tutores legais dos seus filhos, sendo responsáveis por estes até que tenham a idade em que se depreende poderem assumir suas responsabilidades e seus direitos, arcando com todos os benefícios e obrigações advindas de sua independência. No ambiente cristão, no entanto, as denominações formata, alimenta e mantêm uma relação de dependência servil e "eterna" entre membros e clero, estimulada pela ideia da necessidade de aprovação ou desaprovação pastoral para qualquer palavra, atitude ou escolha que o cristão pretenda fazer, enquanto existir. É preciso obter a bênção

Como Tratar Gente Sem Credibilidade

Imagem
Quando você faz uma promessa e não cumpre, necessário que o seu interlocutor seja paciente e compreensivo, concedendo-lhe uma outra chance, pois, o ser humano em suas fragilidades pode, ocasionalmente, se equivocar ou fracassar na fidelidade do compromisso assumido. Quando você faz uma nova promessa e não cumpre, gera no seu interlocutor a desconfiança de que, ou você é um precipitado e inconsequente que não avalia direito aquilo em que se envolve, ou pode ter, o que é pior, uma falha de caráter ( que  é capaz de atos traiçoeiros sem qualquer dor de consciência; inescrupuloso consciente; quem não é pessoa confiável ) . Quando você faz uma promessa pela terceira vez, não és merecedor de confiança e seu interlocutor deve ignorar sua palavra, por não ter encontrado, durante a relação, qualquer indício de que irá cumprir. Pelo contrário, toda sua conduta testemunha como prova inequívoca de que você, independente das justificativas que apresente, não é confiável. Desta form