Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

A Família e a Igreja

A Igreja é coluna e firmeza da verdade. Sua importância é tão grande que podemos fazer alusão as palavras de Jacó: “E temeu, e disse: Quão terrível é este lugar! Este não é outro lugar senão a casa de Deus; e esta é a porta dos céus” ( Gn. 28:17 ). Sendo, a família, coluna máter da sociedade, é preciso entender e manter a relação entre essas duas colunas principais da existência humana. Por esta razão, o conselho de Deus à Noé: Gn. 7:1 – “Depois disse o Senhor a Noé: Entra tu e toda a tua casa na arca, porque tenho visto que és justo diante de mim nesta geração”. A obediência de Noé resultou na salvação de sua família. Hb. 11:7 – “Pela fé Noé, divinamente avisado das coisas que ainda não se viam, temeu e, para salvação da sua família, preparou a arca, pela qual condenou o mundo, e foi feito herdeiro da justiça que é segundo a fé”. A salvaguarda da arca de Noé, nos tempos de hoje, está representada no sacrifício do Senhor Jesus em nosso favor e, como a promessa feita à Abraão (

O Que Fizeram Com a Minha Fé?

A fé vem pelo ouvir... Eu ouvir da boca dos homens a Palavra de Deus. Crente não mente, e mesmo com dano seu, cumpre com o que se comprometeu. Disseram-me que negócios com crente é pra valer. O sim é sim, e o não, é não. Ele se esmera no que faz porque faz para o Senhor (Deus). Crente, às vezes, trabalha muito apenas por amor. Falaram-me que ser crente é reconhecer não ser nada, é o Senhor que opera em nós, tanto o querer como o efetuar... Ensinaram-me que nosso negócio é d’outro mundo...   Por esta razão, nada de gastar energia desnecessária naquilo que é passageiro. Até mesmo exercícios físicos, pra quê? Nada de guardar dinheiro... Temos o céu como nossa casa de tesouro eterno. Insistiram-me que somos todos iguais... Crente não adota celebridade, seja cristão ou pagão, pelo contrário, valoriza as pessoas pelo trato do homem interior. As marcas de Cristo... Fizeram-me acreditar que, no Reino de Deus, quem manda é Deus. Crente apenas aceita a vontade divina, reconhecendo que os pens

A Farsa do Carnaval Que o Baiano Gosta

A mídia, de modo geral, vende uma imagem do carnaval baiano que não é real. Pela cobertura que se dá, pela ênfase nos supostos benefícios para a cidade e pelas imagens da multidão correndo atrás do trio, a impressão que se passa é a de que a população baiana está inteiramente envolvida com a festa. Ledo engano. Transcrevo abaixo, o resultado de uma recente pesquisa publicada no site do jornal A Tarde. “A folia é soteropolitana, mas uma parcela expressiva dos moradores da capital baiana – 77,9% – preferem mesmo é escapar  do Carnaval. Destes, com base em pesquisa feita em julho, agosto e setembro do ano passado, 60,5% preferem ficar em casa e envolver-se em atividades como  ver televisão, ouvir música e acessar a internet. O restante viaja e, neste universo, a  maioria (89,8%) prefere outras cidades baianas.” (25/02/2011 às 09:28 - ATUALIZADA EM: 25/02/2011 às 09:29 - Içara Bahia, do A TARDE ) Se a mídia, principalmente a imprensa, estivesse interessada em noticiar a verdade, a manc

A Família e a Arca

Imagem
Gn 7:1 – “ Depois disse o Senhor a Noé: Entra tu e toda a tua casa na arca, porque tenho visto que és justo diante de mim nesta geração. ” Três verdades de abrangência universal são mencionadas na primeira referência a Noé: è     “... a maldade do homem... è     Arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem... è     Destruirei... o homem que criei..." (Gn 6.5-7). Essas verdades não admitem exceções, haja vista que, se trata de homem como gênero, englobando, portanto, todos os seres humanos. Desta forma, a conclusão é: è     Todos os indivíduos são igualmente ímpios (v. 5); è     São a causa da tristeza divina (v. 6) e, è     O alvo da destruição total (v. 7). No entanto, Deus encontra Noé, homem “justo diante de Deus naquela geração”. Isto significa: è     Noé era temente ao Deus dos céus, único e verdadeiro, Jeová (Noé andava com Deus – Gn 6:9); è     Noé ao invés de praticar as maldades comuns aos homens daquela geração, adotava um comportamento justo diante de Deus (Just