Postagens

Mostrando postagens de Março, 2014

Dons Espirituais e Ministeriais

Imagem
O conhecimento das coisas de Deus é fundamental para seu povo, pois, é este conhecimento que nos imuniza contra o engano, a apostasia e o pecado. Determinados temas, caros na teologia, são importantes porque a ignorância sobre os mesmos dá origem a uma vasta gama de distorções e, porque não dizer, heresias, que interferem no relacionamento com Deus, enganando os de boa-fé e dando terreno a aproveitadores que, a despeito do discurso de ministrar a Palavra de Deus, estão mais interessados no que podem usufruir do povo, materialmente falando.   Em tempos de tanto misticismo misturado com ignorância, o estudo sobre dons espirituais e ministeriais vem suprir nosso povo de conhecimento divino, a fim de estarmos preparados para lutar contra as astutas ciladas do diabo e contra o engano de falsos profetas e profetizas. Eis o assunto a nos debruçar durante os próximos três meses em nossas Escolas Bíblicas Dominicais.   Inicialmente se faz necessário compreendermos o significado

Não Basta Ser Crente. Tem Que Ser Diferente.

Imagem
Que tempo esse, o nosso. Tudo parece igual.  A priori essa afirmação não parece ruim. No entanto, se considerarmos o ambiente em que vivemos, notamos que essa igualdade não é virtuosa. Na política salta-nos aos olhos a corrupção e a incompetência, na justiça a lentidão e o privilégio aos poderosos, na religião a apostasia e a avareza disfarçada de prosperidade, na família a indiferença fruto de uma desestruturação avançada, enfim, um período em que é mais fácil viver como iguais na prática do que é mal do que como feixe de luz em meio as trevas.   Tempos passados em que a religião, pelo menos, indicava um comportamento que não se misturava com o que era mal. As virtudes morais como respeito, humildade, fidelidade, e o dom maior, amor, era ideal de vida daqueles que decidiam converter-se a Cristo. No mundo de nossos dias está difícil reconhecer a diferença entre cristãos e não-cristãos. Na prática do mal todos são iguais.   No entanto, Deus em sua Palavra conclama a todos que,

Vejam Como a Incompetência Petista Está Quebrando a Petrobrás: "Dilma Admite Falha da Petrobrás em Compra de Refinaria nos EUA"

A Astra havia comprado a planta um ano antes da negociação por US$ 42,5 milhões . Vendeu a metade para a Petrobrás pelo valor de US$ 360 milhões. Depois, a Petrobrás foi obrigada a pagar, pela outra metade, mais US$ 860 milhões. Resultado, a Petrobrás pagou R$ 1 bilhão e 200 milhões de DÓLARES (2,4 bilhões de reais), por uma refinaria que valia US$ 42,5 milhões. A aquisição pela Petrobras de 50% das ações da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, foi autorizada em 2006 pelo Conselho de Administração da companhia com base em um documento "técnica e juridicamente falho", disse nesta quarta-feira a Presidência da República. Investigações do Tribunal de Contas da União apontaram que o ativo chegou a ter valor de mercado de cerca de US$ 50 milhões em 2005, mas acabou sendo adquirido pela Petrobras com desembolsos que totalizaram US$ 1,2 bilhão ao longo dos últimos anos. Segundo nota da Presidência da República, o resumo executivo preparado pelo diretor da Área Internacio

Camille Paglia, escritora: "Nós Sufocamos os Homens"

Imagem
“As mulheres pedem aos homens que eles sejam o que não são e, quando eles se tornam o que não são, elas não os querem mais” (Camille Paglia) Entrevista concedida a Mariana Barros , publicada em edição impressa de VEJA   A escritora americana diz que a prevalência dos valores femininos nas casas, nas escolas e nos governos “apagou” a masculinidade do mapa e deixou os homens perdidos   As mulheres ganharam. Ou, pelo menos, a maneira feminina de encarar o mundo vem levando a melhor – e isso não é necessariamente bom, diz Camille Paglia. Para ela, a valorização das características associadas às mulheres emparedou os homens e fez com que certas virtudes masculinas caíssem perigosamente em desuso.   Em entrevista a VEJA, a autora de Personas Sexuais mostra que, aos 66 anos, continua sendo uma fervorosa dissidente do feminismo ortodoxo dos anos 60. Segundo ela, ao priorizarem o sucesso profissional, as mulheres da sua geração deram “de cara com a parede” – e em breve verão qu